1922 – 1º conto do livro Escuridão Total Sem Estrelas

Oi gente, tudo bem?

Antes de eu começar a ler esse livro pensei, obviamente, que leria ele todo de uma vez… mas não vou conseguir!!! E por um único motivo: ele é muito pesado! Comecei a me sentir mal depois da leitura, tipo quando você ouve uma história de pedofilia ou uma tortura muito grande no jornal e fica se sentindo mal muito tempo depois…

Então decidi fazer o seguinte: vou ler os contos intercalados com outros livros mais levinhos e vou fazer uma resenha individual para cada um, ok? No total são 4 e falo abaixo do primeiro conto do livro:

ESCURIDAO_TOTAL_SEM_ESTRELAS_1430702549137226SK1430702549BEscuridão Total Sem Estrelas – 1922 (1º conto)
De Stephen King

Sinopse oficial: Wilfred James e Arlette James são donos de 100 acres em Hemingford Home. Enquanto sua irritante esposa quer vender sua parte para uma companhia, Wilfred quer manter suas terras. A cada dia que passa, Wilfred percebe que só há uma solução para o problema. Envenenando a mente de seu filho, Henry, os dois acabam por assassinar Arlette. A história é uma narração/confissão de Wilfred sobre como ocorreu o assassinato, e a série de terríveis eventos que foi desencadeada por causa do crime.

Minha opinião: Como eu já disse acima: PESADO! Logo no começo já temos um assassinato brutal, com um motivo extremamente besta e muita violência. Depois temos uma série de coisas girando em torno daquele assassinato e parece que as desgraças nunca acabam! É uma vida triste e sofrida, sabem? Fiquei meio mal com isso…

O enredo é bom, mas a narrativa é arrastada e chatinha. Já conhecia o jeito do Stephen King escrever, então sabia que seria dessa forma, mas não esperava que fosse tãaao arrastada como foi. EU tive muita dificuldade em manter o ritmo e queria parar o tempo todo. Não gostei!

Os personagens são bem construídos como dois fazendeiros à moda antiga (também, a história se passa em 1922, logo…), e Wilf só pensa em suas terras e seus animais. Acha que matando sua esposa vai resolver alguma coisa na vida, mas é assombrado por esse acontecimento até o fim dela. É terror? Eu achei que não, honestamente. Acho que o ponto-chave aqui é como às vezes fazemos uma coisa idiota na nossa vida e aquilo nos persegue até o fim (no caso, foi bem idiota, né?). Nossa mente é mestre em assombrar a gente e é isso que vemos na leitura.

Eu já tinha lido que o primeiro conto é realmente o mais chatinho da história e que os outros 3 são infinitamente melhores, então estava preparada para não gostar muito, mas realmente me surpreendi de não ter gostado nada. É bem escrito, claro, e traz um psicológico tenso, mas se pudesse voltar atrás eu não o leria. kkkk Estou ansiosa para ver os outros – falam que o segundo conto é o melhor então vamos aguardar…

Bjs
Marina

5 livros para morrer de medo

Oi pessoal, tudo bem?

Eu estava conversando outro dia com o povo aqui do trabalho sobre livros e histórias assustadoras e me surgiu a ideia de fazer esse post 🙂

Claro, o tanto que uma história aterroriza cada pessoa é meio relativo… depende um pouco dos seus medos individuais, mas acho que tem alguns livros que conseguem atingir um patamar de provocar um terror psicológico que pode mexer com a mente de qualquer um. E é deles que vou falar agora, no meu TOP 5:

  1. Puros

Ok, esse livro não é de terror. Nem de suspense. Mas ele fala de um mundo tão, mas TÃO acabado e com pessoas em situações horríveis que você fica sem dormir à noite pensando naquilo. É marcante! Posso dizer que o cenário é assustador e te deixa meio bodeado…

  1. Lugares Escuros

Logo na primeira página já temos um poema bem assustador. Eu comparei o poema da versão em português do Brasil com a de português de Portugal (a que eu li) e a em português de Portugal é mais aterrorizante, rs vale a pena dar uma olhada.

Com situações tensas, assassinatos e apologia ao Diabo, esse livro é um suspense aterrorizante de tirar o fôlego. Ele mexe bastante com o nosso emocional também, deixa você pensando na história por dias.

  1. Caixa de Pássaros – Não abra os olhos

Nesse livro o autor conduz um mistério perturbador do começo ao fim. O final é meio aberto, mas eu não tenho problemas com isso.

Imagina você não poder abrir os olhos nunca mais porque você pode morrer e não sabe por quê? É uma pressão gigantesca, eu não aguentaria!!! rsrs

  1. O Cemitério

Stephen King, né mores… o cara manda bem. Confesso que os dois primeiros terços do livro são bem paradinhos mas o final… nossa eu lia e eu ficava perturbada! Nem consegui dormir direito à noite, porque uma história que parecia inofensiva se mostrava intrigante, forte e tensa.

  1. Os Três

E finalmente o primeiro lugar vai para o único livro que conseguiu me derrubar, a ponto de eu passar uma noite inteira sem dormir, na cama, com medo até de ir no banheiro: Os Três. As primeiras 100 páginas foram de puro terror. As páginas do meio tem um mistério e o final é perturbador, no melhor estilo “conto japonês”, sabem? Assusta mesmo!

Fiquei com medo de várias coisas durante a leitura e até procurei alguma delas na internet porque nossa… as lendas, o jeito que tudo foi contado… Meu Deus! Considero esse livro o melhor desse gênero que li até hoje. Dizem que o próximo volume (Day Four) não é tão bom quanto esse primeiro, mas com certeza eu vou ler porque se for um terço do que esse foi até que está de bom tamanho. 😉

Bom, pra finalizar um Bônus: não é um livro, é uma história em quadrinhos beeeem curtinha. É japonesa, mas traduziram pro português. Eu terminei de ler e pensei: nossa, é só isso? É legal mas não é nada de mais… Mas nossa! Me peguei pensando na história vários dias depois, ainda perturbada. vale a pena ler. Chama “O Enigma da Falha de Amigara”, de Junji Ito, e vocês podem ver a versão em português aqui: http://www.beeta.com.br/forum/viewtopic.php?id=13227 (vocês sabem que para ler mangá é da direita para a esquerda, né? Sentido contrário ao que a gente lê).

Bjs
Marina

A Estrada da Noite

A_ESTRADA_DA_NOITEA Estrada da Noite
De Joe Hill

Sinopse: Uma lenda do rock pesado, o cinqüentão Judas Coyne, coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de 300 anos atrás, um laço usado num enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato. Por isso, quando fica sabendo de um estranho leilão na internet, ele não pensa duas vezes antes de fazer uma oferta.

“Vou ´vender´ o fantasma do meu padrasto pelo lance mais alto…”

Por 1.000 dólares, o roqueiro se torna o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espírito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas – o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu -, Jude não tem medo de encarar mais um.

Mas tudo muda quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em forma de coração. Desta vez, não se trata de uma curiosidade inofensiva nem de um fantasma imaginário. Sua presença é real e ameaçadora.

O espírito parece estar em todos os lugares, à espreita, balançando na mão cadavérica uma lâmina reluzente – verdadeira sentença de morte. O roqueiro logo descobre que o fantasma não entrou na sua vida por acaso e só sairá dela depois de se vingar. O morto é Craddock McDermott, o padrasto de uma fã que cometeu suicídio depois de ser abandonada por Jude.

Numa corrida desesperada para salvar sua vida, Jude faz as malas e cai na estrada com sua jovem namorada gótica. Durante a perseguição implacável do fantasma, o astro do rock é obrigado a enfrentar seu passado em busca de uma saída para o futuro. As verdadeiras motivações de vivos e mortos vão se revelando pouco a pouco em A estrada da noite – e nada é exatamente o que parece.

Minha opinião: Comecei a ler esse livro com a mais alta das expectativas afinal, Joe Hill é o pseudônimo utilizado pelo filho do Stephen King, mas só me decepcionei. Não posso classificá-lo como terror, mas sim como Suspense.

Esperava mais… algo tenebroso, afinal ouvi maravilhas sobre o filho dele. Mas a história em momento algum congelou meus ossos ou me causou o terror que eu esperava sentir. Foi bem fraquinha.

A história é narrada do ponto de vista do Jude, e desde o começo já apresenta seus elementos assustadores como o fantasma do paletó, então desde o primeiro capítulo já temos suspense e uma boa dose de sobrenatural.

No geral as coisas se desenrolam muito bem: os mistérios são desvendados, muitas coisas são explicadas, segredos do oculto são revelados e um romance é desenvolvido. Um prato cheio para os amantes de uma boa história de suspense. Infelizmente esse não é o meu caso. rsrs

Bjs
Marina 

O Cemitério

O_CEMITERIOO Cemitério
De Stephen King

Sinopse oficial: Louis Creed, jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. Uma casa boa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos.

Num dos primeiros passeios para explorar a região, conhece um cemitério no bosque próximo à sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação. Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto, um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras. Um universo dominado por forças estranhas capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível.

A princípio, Louis se diverte com as histórias fantasmagóricas do velho vizinho Crandall. Só aos poucos começa a perceber que o poder de sua ciência tem limites. Prepare-se para páginas de puro pavor. Em uma de suas mais terríveis histórias, Stephen King mostra como a dor e a loucura, muitas vezes, dividem a mesma estrada.

Minha opinião: Primeiro preciso dizer que li este livro há seculos e jurava que tinha postado aqui, mas somente na semana passada descobri que falhei e pulei ele na lista! rsrs Então vamos lá:

Começando pela capa: extremamente feia! Não faz juz de maneira nenhuma ao livro. Já a leitura foi a princípio um pouco difícil, mas assim que me acostumei passei a ler bem rápido. 😉

Para mim o começo do livro foi muito chato. Vamos ser honestos: toda a ação e o terror acontecem no final do livro, então pelo menos até a metade demorei bastante para “entrar” na história.

Mas quando aconteceu…

Você vive o livro todo com os pensamentos do Louis, personagem principal, então em algum momento você começa a pensar que nem ele e a compartilhar das loucuras dele. É insano!

O final é apavorante a ponto de te dar calafrios… me lembro de ler esse livro na Starbucks do shopping Center 3 e de tremer na base devorando o café… É puro terror psicológico!!!

Não tenho nem o que dizer: Stephen King é realmente um mestre no terror. Esse livro mexeu com a minha cabeça e recomendo a todos que gostam de uma boa história para dar medo!

Ah! Se quiserem outra recomendação, tem um conto dele que eu encontrei numa coletânea chamada “Tripulação de Esqueletos” (já encontrei esse conto publicado online também). O nome dele é A Excursão e fala sobre viagens interplanetárias com teletransporte – é simplesmente FANTÁSTICO! o final é apavorante e confesso que até hoje ainda penso nele… vale a pena demais!!!!

Bjs
Marina

Dicas para ler mais e melhor

Olá pessoal,

Conheço muitas pessoas que me dizem que não gostam de ler porque acham difícil, demorado, cansativo… Então pensei em reunir algumas dicas para ler melhor e mais rápido!

Fiz uma pequena pesquisa e selecionei 7 fatores que me ajudaram no começo. Eu na verdade nunca tive dificuldade para ler, porém, alguns desses passos deixam a leitura melhor e mais prazerosa 😉

1) Divida sua leitura: leia um pouco de manhã, no almoço, a tardezinha e antes de dormir. Dessa forma você instiga sua imaginação e vontade de continuar a história.

2) Procure livros que te interessem: bem óbvio, mas muitas vezes a pessoa gosta de romance e começa lendo um livro de Stephen King, tornando a leitura difícil, truncada e não-prazerosa. Mantenha-se no seu gênero preferido, pelo menos até dominar a leitura.

3) Começe com livros fáceis: não queira começar lendo clássicos como José Saramago ou livros técnicos. Se você não tem o hábito da leitura é melhor começar com livros bem tranquilos e evoluir gradativamente. Quanto mais atual o livro melhor, e o mais importante: não desanime!

4) Leia resenhas e opiniões: Antes de ler, procure saber se outras pessoas gostaram da história. Muitas vezes o livro começa chato e fica bom na metade, então é importante você saber o que esperar do livro e aguardar essa reviravolta.

5) Compre Livros: sempre tenha um livro aguardando para ser lido em sua estante. Se você termina de ler um e já tem outro esperando, é muito mais fácil começar a leitura logo em seguida.

6) Não leia em voz alta: se você vocaliza o que está lendo, começa a achar que não pode ler mais rápido do que fala, o que não é verdade. A fala é muito mais lenta do que a leitura, e esta deve ser uma atividade que envolve apenas os olhos e o cérebro.

7) Leitura Dinâmica (seletiva): tente ler em blocos ao invés de palavras separadas. Para começar, foque em 3 palavras por vez, depois vá aumentando o número de palavras até conseguir focar na linha toda. Dessa forma sua leitura fica muito mais rápida e você consegue passar batido por aquelas partes que não agregam nada à história

Espero que as dicas ajudem 😉

Bjs
Marina

Livros que abandonei

Oi pessoal!

Hoje resolvi não abordar somente um livro, mas todos os que eu abandonei por algum motivo! 😉

ESCURIDAOEscuridão
De Elena P. Melodia

Sinopse Oficial: Alma tem 17 anos, e nada em sua vida difere das meninas de sua idade: escola, programas com seu grupo de amigas, tédio e impaciência na relação com a família. Até o dia em que vê um caderno roxo numa vitrine e, por puro impulso, o compra.

A partir daí, acontecimentos horripilantes começam a se suceder. Todos descritos em detalhes nas páginas do caderno…antes de acontecerem. Com a letra dela. Que não se lembra de ter escrito nada.

Quem é Alma, na verdade? Quem é Morgan, seu misterioso amigo de escola, que parece ter respostas para o que está acontecendo? E como impedir que as forças do mal se aproximem dela e de quem ela ama?

Porquê abandonei: A narrativa é bem pobrezinha, e nenhum detalhe prende a gente… pelo menos nas páginas que eu li (cheguei quase na metade do livro), não achei nada interessante, e também não conheço ninguém que tenha achado.

A personagem principal (Alma) é TERRÍVEL!!! Que menina chata! Não consigo entender porquê a autora fez o personagem dessa forma, porque fica bem difícil gostar da história quando você quer matar a personagem principal! rsrs Ela foi, de fato, a razão principal do abandono da leitura.

Confesso que eu estava bem ansiosa para ler o livro, mas me desanimei TANTO que não sei se um dia vou conseguir terminá-lo… eu queria muito terminar, pois detesto começar uma história e não saber o fim, mas gente… não dá! Sério!

NUMBERS__TEMPO_DE_FUGANUMBERS: Tempo de Fuga
De Rachel Ward

Sinopse Oficial: Desde a morte da mãe, Jem sabe o que são os números no rosto das pessoas: ela é capaz de prever quando vão morrer.

Tudo muda em sua vida quando conhece Spider: de repente, seu mundo ganha novo brilho. Mas a morte dele está próxima, e Jem prevê uma corrente de eventos que vai separá-los para sempre…

Porquê abandonei: A história do livro parecia ser bem interessante, mas quando começei a ler me decepcionei um pouco: a história dos personagens é muito dura! É muita “realidade de jovens abandonados”, e confesso que não gosto desse tema =( A Jem (personagem principal) teve uma vida super difícil, e o dom dela aparece como uma “maldição”, então basicamente a história não tomou o rumo que eu gostaria que tivesse tomado…

Pretendo voltar a ler! Vi na internet que este livro é apenas um “prelúdio” para o livro 2, onde temos a “verdadeira história” – que todos elogiam muito – então acredito que seja uma espécie de pré-leitura chata que a gente tem que passar. (ou talvez eu leia só o livro 2 rsrs estou pensando…)

TEMPESTTempest
De Julie Cross

Sinopse Oficial: Em 2009, o jovem Jackson Meyer descobre que pode viajar no tempo. Durante os seus “saltos” para o passado, nada muda no presente. Isso era apenas uma diversão inofensiva, até que sua namorada Holly morre durante uma invasão à sua casa.

Em pânico, ele consegue voltar dois anos, mas descobre que ficou preso no tempo. Desesperado para voltar e salvar Holly, Jackson resolve tocar sua vida em 2007 e tentar descobrir o que puder sobre suas habilidades.

Não muito tempo depois, as pessoas que atiraram em Holly, membros de um grupo apelidado pela CIA de “Inimigos do Tempo”, vêm a sua procura para recrutá-lo ou matá-lo. Com tudo isso acontecendo e Jackson ainda tentando encontrar pistas sobre as origens de sua família para descobrir mais sobre suas habilidades, ele precisa decidir até onde está disposto a ir para salvar Holly e possivelmente, o mundo inteiro.

Porquê abandonei: Bom, esse livro tem excelentes críticas, e todo mundo parece amar! Então não sei explicar muito bem porque deixei a leitura de lado… Acho que eu simplesmente não estava muito a fim desse livro!

A história parece sim ser muito boa, e a narrativa é tranquila! Não sei se foi o fato de ter pouco romance no começo, ou de ser uma narrativa do ponto de vista masculina, mas algo não me prendeu. Confesso que não consegui chegar na metade do livro, mas reconheço que estava chegando numa parte boa, porque a história já estava bem emocionante!

Enfim, vou super voltar a ler quando estiver no pique de uma aventura 🙂 Acho que estou no clima é de romances! hehehe

O_ILUMINADOO Iluminado
De Stephen King

Sinopse Oficial: Jack Torrence consegue um emprego de zelador em um velho hotel, e acha que será a solução dos problemas de sua família: não vão mais passar por dificuldades, sua esposa não vai mais sofrer e seu filho, Danny, vai poder ter ar puro para se livrar de estranhas convulsões.

Mas as coisas não são tão perfeitas como parecem: existem forças malignas rondando os antigos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança, e, inevitavelmente, um embate entre o bem e o mal terá de ser travado.

Porquê abandonei: Abandonei esse livro simplesmente porque eu assisti ao filme! Rs

Quase todo mundo já viu esse filme ou conhece essa história, então sabem que é muito boa, mas eu “perdi a vontade” de ler o livro depois que vi o filme. Simplesmente aconteceu!

Não pretendo voltar a ler, acho que ver o filme já me bastou! Vou focar em outros livros do Stephen King 😉

Bjs
Marina