[OFF] Vida corrida e divulgação do meu trabalho de tradutora

Oi pessoal, tudo bem?

Ultimamente eu tenho postado muuuito pouco, certo? Prometo que não vou parar com o blog, mas o ritmo está difícil de manter. 😦

Eu estou no ápice da pós-graduação (aquele momento em que você não sabe a maior parte das matérias e tem 500 trabalhos pra fazer), estou fazendo aulas particulares de Francês (estou cheia de lição de casa, rsrsrs) e comecei a fazer trabalhos de tradução (inglês/português) – além do meu trabalho regular de 8h por dia. Logo, estou na correria mesmo! Mal tenho tempo pra jogar meu joguinho mais amado YU GI OH Duel Links. hehehe 😛

Então sim, estou lendo muito pouco mesmo (infelizmente). Basicamente no metrô. mas nesse mês ainda vou conseguir ler mais de um livro, já que estou avançando bem no A Caminho do Azul Sereno, então aguardem umas 2 resenhas! \o/ uhuulll

Aproveitando, como estou começando e preciso de clientes, estou fazendo trabalhos de tradução de textos (inglês-português e vice versa), como já falei, com um preço bem baratinho. 🙂 Se puderem divulgar eu agradeço – meu e-mail é mbarollo@gmail.com. Quando eu terminar minha pós vou fazer outra pós (sim, que coragem! rsrsrs) para ter em mãos um diploma de tradutora e tentar minha vida na tradução de livros. XD Então torçam por mim!

É isso gente… sempre que possível farei posts por aqui – esse blog não ficará abandonado! ❤

E vocês, como estão se saindo com as leituras desse ano?

Bjs e até a próxima!
Marina

Gelo e Fogo – Neve e Cinzas Livro 2

Gelo e Fogo
De Sara Raasch

Sinopse oficial: Faz três meses que os invernianos foram libertados e o rei de Primavera, Angra, desapareceu — graças, em grande parte, à ajuda de Cordell. Meira só quer que seu povo esteja a salvo. Quando a dívida com Cordell força os invernianos a cavar nas minas em busca de pagamento, o que eles encontram é algo poderoso e possivelmente perigoso: o abismo de magia perdido de Primoria. Para Theron, isso é motivo para alegria e esperança — com essa imensa fonte de magia, seria possível finalmente se armar contra ameaças como Angra. Mas Meira sabe que, da última vez que o mundo teve acesso a tanta magia, os resultados foram dramáticos. Então, quando o rei de Cordell manda os dois em uma missão para atravessar os reinos de Primoria e desvendar os segredos do abismo, Meira planeja usar a viagem para conseguir apoio para destruí-lo, o que faria Inverno permanecer em segurança e Theron ficar furioso. Mas ela será capaz de completar sua missão sem colocar em risco aqueles que ama?

Mather só quer ser livre. Os horrores infligidos aos invernianos permanecem frescos na memória e em Jannuari, o que deixa o reino de Inverno vulnerável à opressão crescente de Cordell. Quando Meira deixa o reino em busca de aliados, Mather decide tomar a iniciativa e defender a segurança de seu povo. Será ele capaz de reconstruir seu reino e protegê-lo de novas ameaças? Conforme a teia de mentiras e a batalha pelo poder se fecha, Theron luta pela magia, Mather, pela liberdade — e Meira começa se perguntar se não deveria estar lutando não por Inverno mas sim por toda a humanidade.

Minha opinião: eu AMEI o primeiro livro, então as expectativas para esse volume estavam BEM altas! Acho que isso derrubou um pouco minha empolgação quando já nos primeiros capítulos vi uma história mais morna e voltada para a política… mas a história não foi ruim, pelo contrário! A única coisa que faltou foi o ritmo que tivemos antes – a ação de verdade só foi aparecer nos últimos capítulos.

O enredo, como eu disse antes, foi todo trabalhado na política e as ações que envolvem ser rainha e ter que tomar decisões envolvendo um reino. Não era de se estranhar que a Meira fosse se desfazendo em pedaços e virando outra pessoa devido à pressão e tudo mais. Mas eu gostei de ver a progressão da personagem e confesso que fiquei animada nos últimos capítulos! Ela se tornou uma líder e uma guerreira – eu adoro essa personagem mesmo! ❤ rs

Temos agora o ponto de vista do Mather também! Eu logo pensei: “ponto de vista do Mather? Então já era meu Shipp da Meira com o Theron né. :P” kkkkk Mas a esperança é a última que morre, minha gente, eu ainda tenho fé de que vai rolar alguma coisa entre esses dois! HAUHUAHUHAA #iludida

Voltando: o ponto de vista dele foi importante para vermos o que acontece em Inverno depois que a Meira vai embora visitar outros reinos. Eu achei uma ótima sacada!

Achei tudo muito inteligente. Claro, eu cheguei a desvendar uma coisinha ou outra mas, no geral, foi surpreendente! Temos a adição de mais uma personagem que já sei que terá seu próprio ponto de vista no 3º livro também, então estou ansiosa para ver onde vamos chegar…

Ah! preciso mencionar que eu AMO esse mundo criado pela autora com os reinos estação e magia. Eu morri de inveja do povo de verão que nunca sentia calor, kkkk. MEU SONHO é nunca sentir calor porque quando passa dos 25º eu já fico morrendo com pressão baixa e mau estar rsrsrs. #amofrio

Enfim, recomendo! Já quero ler o próximo. 😉

Bjs
Marina

Lúcida

lucidaLúcida
De Ron Bass e Adrienne Stoltz

Sinopse oficial: Sloane é uma aluna nota 10, com uma grande e amorosa família. Maggie vive uma existência glamorosa e independente, como aspirante a atriz em Nova York. As duas não poderiam ser mais diferentes. A não ser por um pequeno detalhe, algo que não têm coragem de revelar a ninguém. À noite, cada uma sonha que é a outra. Os sonhos são tão vívidos que as garotas sentem e experimentam o que a outra está passando naquele momento. Seriam as duas reais? Uma delas estaria mentalmente instável e imaginando a outra? Seriam ambas a mesma pessoa? Qual delas é real?

Minha opinião: já escrevi linhas e linhas dessa resenha e apaguei repetidamente. Sabem por quê? Porque nada que eu escreva vai poder traduzir em palavras o que eu estou sentindo.

Esse livro mexeu comigo de todas as formas! Eu sou uma pessoa (juro que quando conto isso pra alguém sempre riem da minha cara) que cria histórias na minha mente antes de dormir. Eu tenho um enredo geral e cada dia eu invento parte da história – alguns dias são rotineiros e outros são especiais, mas sempre com um propósito: viver uma vida que não é minha. E, para piorar (rsrs), eu faço isso desde que me entendo por gente…

E o livro trata exatamente disso! De viver uma vida que não é sua, de lidar com situações cotidianas na pele de outra pessoa, e de enfrentar situações num outro mundo que bate de frente com o seu. E nenhum dos mundos é ruim, eles são apenas… diferentes.

Eu tinha lido algumas resenhas falando que no começo ele é um pouco parado, mas eu discordo: fui fisgada desde o primeiro capítulo! Achei a narrativa muito gostosa, a construção dos personagens interessantíssima e amei a história das duas personagens – elas são completamente diferentes e, mesmo assim, eu me vi na pele das duas.

Eu acho que a história é um misto de romance e psicologia – realmente faz a gente pensar em muitas coisas. Sinto que nem todos vão gostar tanto quanto eu porque a identificação foi muito íntima no meu caso… mas sei que vai agradar à maioria pois é uma história bonita, profunda e bem gostosa de ler. ❤

Só sei que me emocionei, chorei e fiquei naquele estado “vegetativo-pensativo” por um bom tempo após a leitura. Recomendo mesmo e espero sinceramente que vocês gostem. 🙂

Bjs
Marina

Dezessete Luas – Beautiful Creatures Livro 2

dezessete_luas_1447474942189663sk1447474942bDezessete Luas
De Margaret Stohl e Kami Garcia

Sinopse oficial: Dezessete Luas começa exatamente após os acontecimentos de Dezesseis Luas: Ethan Wate e Lena Duchaness escaparam por pouco de serem reclamados pelas trevas, mas a vitória teve um sabor amargo. Lena vive a dor e o sentimento de culpa pela morte de um familiar e começa a se afastar de Ethan.

Auxiliado pelo amigo Link, Ethan vaga pelos túneis subterrâneos da cidade, um mundo secreto, determinado a salvar a amada.

Minha opinião: já comecei o ano daquele jeito: shippando o casal errado! Kkkk

Mas eu não pude evitar, a Lena estava um poooorrreee nesse livro! Ela nunca foi a melhor personagem, mas as autoras judiaram dela neste volume. Já a Liv, a menina que eu queria que ficasse com o Ethan, é demais! Uma fofa, inteligente, engraçada… não tem como. Eu ainda tenho grandes esperanças de que eles terminem a saga juntos, mas to achando que vou morrer na praia esperando. 😛

Como vocês puderam notar, eu estava num bode literário desde o ano passado, e precisava de uma boa história conhecida pra me tirar do fundo do poço. E não me decepcionei!

Eu gostei bastante da narrativa, do enredo e do destino de alguns personagens. Assim como no primeiro volume, o final foi meio enrolado – muita coisa acontecendo de uma vez só, mas gostei dos últimos capítulos. Prevejo um próximo livro bem agitado, porque esse também não parou um minuto. rsrs

Alguns personagens demonstraram que não são tão secundários como eu imaginava, então estou curiosa pra saber o rumo que as coisas vão tomar. Além disso, ficaram muitas pontas soltas – já dá pra imaginar em torno do que o 3º livro vai girar…

Enfim, adorei e recomendo a leitura! Eu precisava de um livro gostosinho assim pra começar o ano. 😊

Bjs
Marina

(Mangá) Orange #3

orange_a3_1450809835543237sk1450809835bOrange #3 – Esperança!
De Ichigo Takano

Sinopse oficial: Naho continua seguindo as direções que a carta da sua eu do futuro enviou. Enquanto se aproxima cada vez mais de Kakeru, também percebe como Suwa é um amigo valioso. Ao mesmo tempo, quanto mais descobre sobre Kakeru e sua angústias, mais dúvidas surgem sobre toda a situação. Mas… Suwa também recebeu uma carta…!?

Minha opinião: sabe quando foi tudo tão bonitinho e deu tudo tão certo que você pensa: “vai dar merda?” Rsrsrs eu fiquei com esse sentimento quando terminei esse volume. Não é à toa que o volume se chama Esperança – eu senti que ele enche a gente de esperanças pra depois nos próximos esmigalhar tudo… kkkk que trágico!

Eu estou achando que independente do que eles façam para mudar o futuro, ele não vai mudar. É um achismo meu, mas não sei… sinto que tudo está caminhando pra isso.

A Naho e o Kakeru FINALMENTE se declararam um para o outro e eu espero que o relacionamento deles cresça! É esquisito ver como duas pessoas tão tímidas agem num relacionamento, mas eu acho fofinho afinal, rsrs.

Quero muito ler os próximos e últimos 2 volumes da saga, mas estou com medo de que sejam muito tristes kkkkk não quero chorar 😦

Recomendo!

Bjs
Marina

Melhores livros de 2016

Olá pessoal, tudo bem?

Chegou aquela hora tão aguardada – o TOP 10 com os melhores livros do ano que passou!!! \o/ Demorei um pouco pra postar porque estava de recesso né… largada na vida, mas agora voltei ao trabalho e também à rotina. 😦

Comecei 2016 com aquela dificuldade de ler livros toda semana e logo depois comecei a fazer uma pós – o que trouxe ao blog um ritmo menos acelerado e com menos posts. Eu JURO que tentei chegar na marca de 30 livros mas não deu. Porém, os que eu li foram maravilhosos! Li muita coisa boa esse ano! 😀

Então sem mais enrolação, vamos ao que interessa:

10. Vida e Morte
09. 
Todos os Nossos Ontens
08. Corte de Espinhos e Rosas
07. Luzes em Thaupeeka
06. Neve e Cinzas
05. Oblivion
04. Cidade dos Etéreos
03. Dama da Meia-Noite
02. O Coração da Esfinge
01. Biblioteca de Almas

E o destaque de melhor trilogia do ano vai para: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares. ❤ não tem como, eu AMEI essa saga!

2017 promete ser um ano bem melhor, então vamos torcer para ter uma lista gigante de livros lidos! \o/ A próxima resenha será do último livro de 2016 (na verdade o volume 3 do mangá Orange) então ainda tenho um tempinho pra terminar o que estou lendo atualmente: Paralelos. #aguardem

Bjs
Marina

O Lar das Crianças Peculiares [Filme]

30que eu ia assistir esse filme, né? rsrs

Escolhi esperar terminar os 3 livros  para não ficar confusa (já haviam me dito que era bem diferente do livro). Então vamos lá para as minhas impressões:

13427816_919377058170829_673881796579582196_n

Personagens: aqui a coisa fica um pouco confusa – a Emma do livro é a Olive do filme e vice-versa. Como assim? Sim, eles trocaram os “poderes” das personagens no filme, mas o Jacob ainda se apaixona pela Emma, mesmo ela tendo os poderes da Olive. Faz sentido? Não sei se consegui explicar direito…

O Jacob era EXATAMENTE como eu imaginava. Sério! Eles tiraram ele da minha mente quando escolheram esse ator. E eu gosto dele, já vi alguns outros filmes que vão estrear com ele e realmente ele é muito bom. ❤ Aconteceu com a Emma a mesma coisa que com a Emma do livro: não gostei dela. Argh menininha chatinha.

miss-peregrines-home-movie-poster-jacob-asa-butterfield

Temos diversos outros personagens com características diferentes do livro – idade principalmente – e alguns outros novos também, que nem existiam. Graças a Deus eu li tudo antes de assistir mesmo, entendo como isso embaralha nossa mente!

Gostei de todas as atuações, achei convincentes e o elenco muito bom. O Enoch é um porre mas é uma gracinha kkkk (isso é tudo que tenho a dizer).

História: Olha, aqui temos um ponto que incomodou a maioria dos fãs da saga, mas não a mim. A história é diferente sim. Além de mudar algumas coisinhas com os personagens, algumas coisas foram mudadas também no enredo – principalmente o final. O primeiro livro não possui um final, já que é um trilogia e deve continuar no segundo volume. Já o filme foi feito para ser uma coisa só – salvem aqueles que não querem ganhar dinheiro com mil filmes de uma trilogia! – então eles tiveram que inventar um final para deixar tudo coerente.

A história do livro em si acaba uma meia hora antes do fim do filme. Os últimos trinta minutos pra mim foram completamente novos e cheios de adrenalina. Eu gostei! Achei uma boa solução pra fazer um filme único.

CLARO, a trilogia é imensamente mais rica e completamente diferente – MUITO melhor! Mas para um filminho bacana acho que a história foi bem aproveitada. Curti. 😉

orfanato2

É isso pessoal, no geral gostei bastante sim, mas desassociei do livro, porque realmente são duas coisas diferentes. Se você é fã, assista com a mente aberta. Se você ainda não conhece, vai fundo porque quem sabe te instiga a ler os livros, heim?! 😉

Bjs
Marina

Taken – Taken Livro 1

Taken
De Erin Bowman

taken_1340126752bSinopse traduzida por mim: Gray Weathersby passou os últimos 17 anos temendo seu aniversário de 18. Em sua cidade isolada, onde poeira sobrepõe a grama e corvos brigam com as nuvens, todos os garotos de 18 anos são perdidos para um fenômeno que os moradores chamam da Rapto. Após seu irmão mais velho, Blaine, encarar seu destino misterioso, a fascinação de Gray pelo Rapto se torna uma obsessão. Ele deseja respostas. Sobre o Muro que cerca sua cidade, uma estrutura gigante que ninguém jamais escalou sem morrer, sobre os líderes do Conselho e seus segredos óbvios e sobre a própria natureza do Rapto.

Durante sua busca por respostas, Gray contará com a ajuda de Emma, uma filha de curandeira que ele admira desde o primeiro dia que se conheceram quando crianças. O que eles encontram dá ideias à Gray. Ideias perigosas. Talvez Blaine não esteja perdido para sempre. Talvez ele possa achá-lo. Talvez seja tão simples quanto escalar o Muro e talvez, apenas talvez, o destino de Gray não seja o mesmo que de todos que escalaram o muro antes dele.

Minha opinião: eu fiquei EXTREMAMENTE decepcionada com esse livro pelo simples fato de que eu comecei a ler porque jurava que era sobre extraterrestres… mas NÃO!!! COMO pode isso produção? COMO eu ia saber que um livro sobre garotos sendo raptados aos 18 anos por uma luz misteriosa não era sobre ETS???????

ru3ierab

Ele é uma distopia, mas eu não gostei do livro e acredito que basicamente por conta disso… seria mais ou menos 70% pela decepção de não ser sobre ETS e 30% pela história em si. O fato de eu ter lido uma versão traduzida clandestinamente na internet também não ajudou, rsrs. Foi um conjunto de coisas erradas (vocês sabem que admiro muito o trabalho das pessoas que traduzem os livros pra gente por conta própria, mas muita coisa se perde nisso… até mesmo os nomes dos lugares que no começo eram uma coisa e no final outra, aí sua cabeça dá um nó pra descobrir do que se trata.).

Gray é um cara normal: invocadinho, teimoso, meio rebelde – achei ok pra um protagonista homem – e temos até um triângulo amoroso envolvendo ele e mais duas meninas. Eu gostei disso! Nós mulheres sempre vemos a coisa por outro ângulo, com uma menina disputada por dois caras, mas é quase sempre o inverso que acontece na vida real né kkkkkkk #abafa

Fiquei um pouco chocada porque as crianças eram colocadas para se “reproduzir” muito cedo, já que os homens eram levados com 18 anos. Faz sentido, mas a gente nunca espera isso num livro para adolescentes huahuhauaha.

A narrativa é típica de livros desse tipo – distopia – e tranquila de avançar. Acho que dava até pra ler em inglês facinho e eu bobeei, rsrs. Mas o enredo… não sei. Senti que era meio fraquinho, não gostei muito e achei que tudo foi muito fácil, sabem? Podia ser melhor e ter sido trabalhado de outra forma.

Não pretendo ler os próximos volumes. Não curti muito a história e não acrescentou nada na minha vida, então infelizmente acho bem ruinzinha pra recomendar pra vocês. 😦

Bjs
Marina

Dez Mil Céus Sobre Você – Firebird Livro 2

dez_mil_ceus_sobre_voce_1463492372584964sk1463492372bDez Mil Céus Sobre Você
De Claudia Gray

Sinopse oficial: MARGUERITE CAINE fez o impossível, viajando por dimensões alternativas com o Firebird — uma invenção brilhante criada por seus pais, seu namorado, Paul, e o amigo da família, Theo. Mas ela também chamou a atenção de inimigos poderosos, dispostos a seqüestrar, chantagear e até matar para usar os poderes do Firebird para propósitos escusos.

Quando a alma de Paul é dividida em quatro fragmentos — que se encontram presos dentro de Pauls em outras dimensões —, Marguerite fará qualquer coisa e irá a qualquer lugar para salvá-lo. Mas o preço de seu retorno em segurança é alto. Se ela não sabotar os próprios pais em múltiplos universos, Paul vai continuar perdido para sempre.

Mas Marguerite acredita que é possível salvar seu amor sem sacrificar a família, e para isso pede a ajuda do brilhante Theo. Os dois criam um plano para recuperar Paul e o Firebird, mas para que ele dê certo eles precisarão superar um concorrente genial e vão colocar em risco não só sua vida mas também a de todas as versões de si mesmos em várias dimensões.

Desta vez a missão leva os dois aos universos mais perigosos até então: uma São Francisco dividida pela guerra, o submundo do crime de Nova York e uma Paris iluminada onde a outra Marguerite esconde um segredo chocante. Cada salto deixa Marguerite mais perto de salvar Paul — mas sua jornada revela verdades sombrias que fazem com que duvide da única constante que encontrou em todos os mundos: o amor que sentem um pelo outro.

Minha opinião: Eu AMEI o primeiro livro, mas confesso que quando comecei a ler esse segundo eu estava um pouco perdida… eu lembrava bem da história, mas o final estava numa lembrança beeemm vaga. Eu demorei uns 5 capítulos pra poder me situar no que de fato tinha acontecido (o que não é muito, considerando que são curtinhos), então sofri um pouco nesse início, rs.

Depois que consegui “entrar” na história ela foi lida num piscar de olhos. Toda essa hipótese de viajar por universos paralelos me encanta de uma maneira que cheguei até a sonhar com isso! Adoooorooo!!! ❤ Mas tem um detalhe que eu não tinha notado no volume passado: a narrativa é um tanto quanto infantil… tipo juvenil demais, sabe? Não que eu tenha gostado menos do livro por isso, mas é um detalhe que eu vi e não mencionei na última resenha.

A Marguerite é uma boa protagonista, eu gosto muito dela. Ela é normal, não é aquela menina exagerada que sabe demais, ou sabe de menos, que caga nas atitudes por causa de um cara. Eu sinto que ela é muito real – podia ser eu, podia ser você. Só que o amor dela pelo Paul… eu não sei se entendo. Deve ser porque eu gosto mais do Theo kkkkkkkkkk 😀 Mas enfim, senti um pouco de falta da família dela, que apareceu menos neste volume – e no final temos revelações bombásticas sobre a família, então queria que eles tivessem aparecido mais.  

O gancho para o próximo livro foi muito bom e eu fiquei super ansiosa para iniciar a leitura… uma pena que ainda não exista em português 😦 Mas gostei demais do livro, super recomendo! 😉

Bjs
Marina

Apanhado de livros #8

Oi pessoal, quanto tempo! Tudo bem com vocês? 😀

Eu sei que só voltei a postar recentemente mas resolvi já reunir tudo num Apanhado porque tinham livros de antes da minha cirurgia ainda para colocar as notas para vocês, rsrs.

Vamos então? Eu graças a Deus peguei uma maré boa com livros maravilhosos! ❤ Estou muito feliz com essa seleção e para a maioria dei a nota máxima porque daí saíram muitos favoritos:

OblivionNota: 5/5
Orange #2 (mangá) Nota: 4.5/5
O Coração da EsfingeNota: 5/5
Neve e CinzasNota: 5/5
A Maldição do VencedorNota: 3.5/5
Cidade dos EtéreosNota: 5/5
Biblioteca de AlmasNota: 5/5

O livro que eu estou lendo no momento é Dez Mil Céus Sobre Você e depois eu queria ler algum de terror… estava pensando em ler ou o segundo conto do Escuridão Total Sem Estrelas, ou ler Invocadores do Mal, mas acho que esse último estou adiando porque vou morrer de medo – eu me borro toda com essas coisas reais. kkkk

Ai Meu Deus não sei nem o que dizer pra vocês… eu prometi o resumão da Saga Lux faz ERAS e ainda não fiz! É preguiça de gravar vídeo, é vacilo meu, eu nem tenho o que explicar 😦 eu vou fazer, mas preciso estar inspirada, rsrsrs. Aguardem…

É isso gente, estou muito feliz de estar de volta e, mesmo com a pós, vou tentar postar uma vez por semana. Será que eu consigo? 😛

Bjs
Marina

Biblioteca de Almas – Srta. Peregrine Livro 3

biblioteca_de_almas_1468528736596982sk1468528736bBiblioteca de Almas
De Ransom Riggs

Sinopse oficial: Neste terceiro livro, depois de sofrer com a morte do avô, conhecer crianças com habilidades peculiares em uma fenda temporal e partir pelo mar em uma busca desesperada para curar a srta. Peregrine, Jacob vai finalmente enfrentar a inevitável conclusão dessa turbulenta jornada.

Jacob descobre uma poderosa habilidade e não demora a explorá-la para resgatar os amigos peculiares e as ymbrynes da fortaleza dos acólitos. Junto com ele vai Emma Bloom, uma menina capaz de produzir fogo com as mãos, e Addison MacHenry, um cão com faro especial para encontrar crianças perdidas.

Partindo da Londres dos dias atuais, o grupo vai percorrer as ruelas labirínticas do chamado Recanto do Demônio, uma complexa fenda temporal que abriga todo tipo de vícios e perversões. É ali que o destino de peculiares de toda parte será decidido de uma vez por todas.

Minha opinião: eu sei que é um pouco chato duas resenhas seguidas sobre a mesma saga mas EU NÃO CONSEGUI!!! O segundo livro foi tão bom que eu até tentei começar outra série mas meu coração estava com os peculiares. ❤

E QUE SAGA! Meu Deus! Se o segundo foi bom o terceiro foi ainda melhor – o desfecho perfeito para um história viciante. Minha amiga achou que o final foi meio fraco mas eu achei perfeito. Gostei muito mesmo!

Não tem pra ninguém, Jacob é fofo, íntegro e virou um rapaz corajoso e excepcional com uma habilidade que eu achei tão fraca no primeiro livro mas que virou a coisa mais legal e útil de todas. Aqui temos a grande evolução e maturidade dos peculiares – o gran finale com direito a batalhas, sangue e algumas novidades avassaladoras. Tudo que a gente achava que sabia é virado do avesso e nos vemos em cenários assustadores e imprevisíveis.

Eu admiro a coragem da Emma, mas cansei um pouco da presença dela o tempo inteiro. Gostaria que esse volume tivesse focado um pouco mais em alguns outros personagens. Mas enfim, falando de personagens, eu acabei me apegando aos etéreos. Sim, aqueles mesmos que comem gente e são assustadores… eu não sei mas acabei enxergando eles como cachorrinhos mal entendidos kkkkk #aloka 😛

Ai gente eu amei tanto essa história que fiquei tristézima que acabou. 😦 Foi um final excelente mas deixou um gostinho de quero mais na minha vida… vou ser obrigada a assistir o filme e vir contar pra vocês agora huahuahua (aguenta que a menina virou a doida dos peculiares rsrs).

Recomendo! A série agora é uma favorita. 😉

Bjs
Marina

Cidade dos Etéreos – Srta. Peregrine Livro 2

cidade_dos_etereos_1452788397336018sk1452788397bCidade dos Etéreos
De Ransom Riggs

Sinopse oficial: Cidade dos Etéreos dá sequência ao celebrado O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares, em que o jovem Jacob Portman, para descobrir a verdade sobre a morte do avô, segue pistas que o levam a um antigo lar para crianças em uma ilha galesa. O orfanato abriga crianças com dons sobrenaturais, protegidas graças à poderosa magia da diretora, a srta. Peregrine.

Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis, e a srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a amada srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares.

Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época — tudo isso se combina para fazer de Cidade dos etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante.

Minha opinião: Existem casos raros em que eu acho o segundo livro MUITO melhor do que o primeiro… e esse é um deles! 😀 Que história minha gente, QUE HISTÓRIA!

Se você já gostou do primeiro livro vai pirar nesse segundo e, se ainda não leu, pode se jogar sem medo. Pelo menos por enquanto está se tornando uma trilogia favoritíssima! ❤

Desde a primeira página já somos inseridos numa aventura daquelas em que os personagens não param nem pra descansar – uma coisa atrás da outra. Eu descreveria esse volume como ação, acima de tudo, porque é eletrizante do começo ao fim.

O mundo peculiar é muito mais explorado neste volume, além de passarmos mais tempo com os nossos queridos personagens, então é muito mais fácil de se identificar e passar a amar todo o cenário. O meu favorito continua sendo o Jacob – o autor acertou em cheio. Ele é simples, agradável, um bom ser humano e um bom garoto. Ver tudo pela perspectiva dele é sempre interessante e os conflitos internos dele passam longe de ser bobos – são muito comuns.

Eu não gosto muito da Emma – acho ela um pouco mandona demais para o meu gosto, mas sim, tem sempre que haver um líder então eu relevo… tenho uma quedinha pelo Horace também… kkkkkk NINGUÉM gosta muito dele mas sei lá… eu vejo algo de especial. 😉

A narrativa é tão fluída que as 400 páginas passam num piscar de olhos! O final é surpreendente e MUITO bom, você quase não acredita que acabou naquela parte. PRE-CI-SO ler o terceiro volume urgente!!!! rsrsrs

Enfim, eu AMEI esse livro. Super recomendo a trilogia inteira – tenho 3 amigas que leram/estão lendo e todas amaram, ou seja: acho que agrada a Gregos e Troianos. 🙂

Bjs
Marina

A Maldição do Vencedor – Trilogia do Vencedor Livro 1

a_maldicao_do_vencedor__1466102684582246sk1466102684bA Maldição do Vencedor
De Marie Rutkoski

Sinopse oficial: Kestrel quer ser dona do próprio destino. Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai – o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos -, a jovem insiste em sua rebeldia.

Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas. O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los.

Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida… As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que os obrigarão a lutarem juntos, mas por razões opostas.

Minha opinião: esse livro não tem separações, mas eu vou dividí-lo em três porque tenho uma opinião diferente para cada parte…

No começo do livro eu não tive uma boa impressão nem da Kestrel nem do Arin. Eu achei ela má e ridícula. Ele eu achei idiota, mau humorado e um traidor. Claro, com o tempo essa minha ideia sobre os dois foi mudando, mas quero deixar claro que o início da história me deixou um tanto quanto triste e chocada pela situação dos escravos e dos personagens… fiquei muito pensativa porque querendo ou não antigamente era assim que as coisas funcionavam e isso é um choque de realidade muito grande. Eu não esperava uma reação tão forte assim, mas tive! Então não gostei muito dessa primeira etapa (ela foi bem curtinha, graças a Deus rs).

Lá pela página 50 as coisas mudam de figura e eu passei a compreender melhor as atitudes de ambos e torcer para uma mudança no rumo dos acontecimentos. Claro, torci muito para eles ficarem juntos! Kkkk Foi a melhor parte do livro, porque um AMO romances né gente, então pra mim foi perfeito. ❤ Eu li numa tacada só e não queria nem dormir sem saber o que ia acontecer. AMEEEEI!

Mas, não me lembro exatamente em qual página – já no terceiro pedaço do livro (final) – acontece uma reviravolta na história. Justo quando ela estava viciante e impossível de largar, um rumo diferente foi tomado e eu não gostei. Ponto. Esperava mais, ou melhor, esperava tudo diferente! Terminei o livro com um sentimento ruim, sabem? E não gosto quando acaba dessa forma…

No geral o livro é muito bom! A escrita é em terceira pessoa e no começo estranhei bastante a narrativa mas a história é fluida e te prende do começo ao fim. Já li que o segundo volume é melhor que o primeiro e que muita gente amou, então estou beeeem empolgada. 😛

E sim, minhas opiniões são meio contraditórias, rs, mas  eu recomendo a leitura, torcendo para um segundo volume melhor (mais amor, por favor) e para um final que eu possa dizer: uau! Maravilhoso!

Bjs
Marina

Neve e Cinzas – Neve e Cinzas Livro 1

neve_e_cinzas_1462849955583560sk1462849955bNeve e Cinzas
De Sara Raasch

Sinopse oficial: Dezesseis anos atrás o Reino de Inverno foi conquistado e seus cidadãos, escravizados, sem família real e sem magia. A única esperança de liberdade para o povo do reino jaz nos oito sobreviventes que conseguiram escapar, e que seguem esperando uma oportunidade para recuperar a magia de Inverno e reconstruir o reino.

Meira, uma órfã desde a derrota de Inverno, passou a vida inteira como refugiada, criada por Sir, o general dos invernianos. Treinando para se tornar uma guerreira — e desesperadamente apaixonada pelo melhor amigo e futuro rei, Mather —, Meira faria qualquer coisa para ajudar o Reino de Inverno a retomar seu poder. Então, quando espiões descobrem a localização de um medalhão antigo capaz de devolver a magia ao reino, Meira decide ela mesma encontrá-lo.

Finalmente ela está escalando torres e lutando contra soldados inimigos como sempre sonhou. Mas a missão não sai como planejado, e logo Meira se vê mergulhada em um mundo de magia maligna e poderosos perigosos. De repente, ela percebe que seu destino não está, e nunca esteve, em suas mãos.

Minha opinião: eu tinha ouvido diversas coisas a respeito desse livro: “parece Game of Thrones” ou “Magia e guerras na medida certa!”, então formei uma certa imagem desse livro na minha mente onde eu imaginava… bom, uma coisa completamente diferente da história que eu li. E eu AMEI!

No começo, mais ou menos até o terceiro capítulo, somos jogados na história meio abruptamente… demora um pouco para entender e assimilar os reinos, os condutores, a magia e o cenário. Porém, passando essa fase o livro se torna viciante! Li numa tacada só e lembro exatamente de um momento em que eu saí do metrô, em plena avenida, com o livro na mão sem querer nem largar para atravessar a rua. Nesse momento eu pensei: estou perdidamente apaixonada por essa leitura. ❤

A Meira (achei um pouco estranho esse nome mas ok) é uma excelente protagonista. Eu detesto quando as autoras criam uma menina de 16 anos com cabeça e atitudes de uma de 26, então que surpresa boa descobrir que essa adolescente era de fato uma adolescente! Rsrs teve birra, teve manha, teve drama, chilique e muito, mas muuuitoooo amadurecimento. Ela é uma boa protagonista, bem forte mesmo, e eu adorei o rumo que a história tomou e o desfecho dessa personagem.

Teve triângulo amoroso sim! (Palmas) Mas não tivemos muito romance não, foi, digamos assim, a mistura perfeita de romance, força, coragem e destino. (Ok, eu amei muito, estou puxando o saco mesmo kkkkk)

Amei o enredo e a escrita. O cenário dos reinos Ritmo e reinos Estação pra mim foi bem inovador e eu claro que, se pudesse, seria de Inverno ou Outono, porque Deus me livre passar calor o ano inteiro! Huahuahua

Bom, é isso pessoal. Recomendo demais esse livro, PRECISO ler os próximos volumes e amei a história. 🙂

Bjs
Marina