Uma Tocha Na Escuridão – Uma Chama Entre as Cinzas Livro 2

Uma Tocha Na Escuridão
De Sabaa Tahir

Sinopse oficial: Ambientado em um mundo brutal inspirado na Roma Antiga, “Uma Chama Entre as Cinzas” contou a história de Laia, uma escrava lutando por sua família, e Elias, um soldado lutando pela liberdade. Agora, em “Uma Tocha Na Escuridão”, ambos estão em fuga, lutando pela vida.

Após os eventos da quarta Eliminatória, os soldados marciais saem à caça de Laia e Elias enquanto eles escapam de Serra e partem numa arriscada jornada pelo coração do Império. Laia está determinada a invadir Kauf, a prisão mais segura e perigosa do Império, para salvar seu irmão, cujo conhecimento do aço sérrico é a chave para o futuro dos Eruditos. E Elias está determinado a ficar ao lado dela – mesmo que isso signifique abrir mão da própria liberdade. Mas forças sombrias, tanto humanas quanto sobrenaturais, estão trabalhando contra eles.

Elias e Laia terão de lutar a cada passo do caminho se quiserem derrotar seus inimigos: o sanguinário imperador Marcus, a cruel comandante, o sádico diretor de Kauf e, o mais doloroso de todos, Helene – a ex-melhor amiga de Elias e nova Águia de Sangue do Império. A missão de Helene é terrível, porém clara: encontrar o traidor Elias Veturius e a escrava erudita que o ajudou a escapar… e acabar com os dois. Mas como matar alguém que você ama desesperadamente?

Minha opinião: QUE LIVRO! Meu Deus, que livro!!!!! Olha, vocês são testemunhas de como é difícil achar um segundo volume que supere o primeiro, então eu comecei a ler sem muitas expectativas – mas essa história superou a do primeiro infinitamente! EU AMEI!!! ❤ ❤ ❤

Ok, estou empolgadíssima porque acabei de ler e já vim escrever a resenha mas, empolgação a parte, o livro é muito bom mesmo: já começa numa correria desgraçada, tudo acontecendo de uma vez, num ritmo louco e você já se empolga desde o primeiro capítulo.

Temos a narrativa de 3 pontos de vista: Laia, Elias e Helene.

Confesso que eu tinha simpatia pela Helene antes mas passei a não gostar dela neste volume – embora o ponto de vista dela seja uma peça chave para entender os desdobramentos. Ela mudou – e para pior (mas também tadinha, o que sofreu essa daí….). Já o Elias é um cara que eu admiro muito: que homão da p***a!!! rsrsrs Não tem como não se apaixonar por ele, suas atitudes são muito nobres (acho que eu já disse isso na última resenha né? 😛  E a Laia, bom, ela é ótima! Uma personagem forte, marcante e ao mesmo tempo meiga – não tinha gostado tanto assim dela no 1º livro, então pela primeira vez na história (rs) uma personagem “comunzinha” vira extraordinária! Gostei demais!

O enredo é muito inteligente – pelo menos eu não consegui imaginar o que vinha pela frente em nenhum momento! Achei digno de um filme e, como o livro é dividido em três partes, pareceu uma trilogia de tanta história que teve. kkkk

Se o terceiro já tivesse sido lançado eu com certeza o estaria comprando nesse exato momento. Agora minhas expectativas cresceram heim! Espero que a autora não me deixe na mão e conclua a história com maestria.

Adoro o jeito que ela escreve, super leve e natural, então posso dizer que é um livro fácil de ser lido e que é facilmente devorado em poucas horas/dias (embora tenha 398 páginas).

Recomendo muuiitooo! Se tornou um favoritíssimo do ano. 🙂

Bjs
Marina

A Maldição do Vencedor – Trilogia do Vencedor Livro 1

a_maldicao_do_vencedor__1466102684582246sk1466102684bA Maldição do Vencedor
De Marie Rutkoski

Sinopse oficial: Kestrel quer ser dona do próprio destino. Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai – o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos -, a jovem insiste em sua rebeldia.

Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas. O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los.

Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida… As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que os obrigarão a lutarem juntos, mas por razões opostas.

Minha opinião: esse livro não tem separações, mas eu vou dividí-lo em três porque tenho uma opinião diferente para cada parte…

No começo do livro eu não tive uma boa impressão nem da Kestrel nem do Arin. Eu achei ela má e ridícula. Ele eu achei idiota, mau humorado e um traidor. Claro, com o tempo essa minha ideia sobre os dois foi mudando, mas quero deixar claro que o início da história me deixou um tanto quanto triste e chocada pela situação dos escravos e dos personagens… fiquei muito pensativa porque querendo ou não antigamente era assim que as coisas funcionavam e isso é um choque de realidade muito grande. Eu não esperava uma reação tão forte assim, mas tive! Então não gostei muito dessa primeira etapa (ela foi bem curtinha, graças a Deus rs).

Lá pela página 50 as coisas mudam de figura e eu passei a compreender melhor as atitudes de ambos e torcer para uma mudança no rumo dos acontecimentos. Claro, torci muito para eles ficarem juntos! Kkkk Foi a melhor parte do livro, porque um AMO romances né gente, então pra mim foi perfeito. ❤ Eu li numa tacada só e não queria nem dormir sem saber o que ia acontecer. AMEEEEI!

Mas, não me lembro exatamente em qual página – já no terceiro pedaço do livro (final) – acontece uma reviravolta na história. Justo quando ela estava viciante e impossível de largar, um rumo diferente foi tomado e eu não gostei. Ponto. Esperava mais, ou melhor, esperava tudo diferente! Terminei o livro com um sentimento ruim, sabem? E não gosto quando acaba dessa forma…

No geral o livro é muito bom! A escrita é em terceira pessoa e no começo estranhei bastante a narrativa mas a história é fluida e te prende do começo ao fim. Já li que o segundo volume é melhor que o primeiro e que muita gente amou, então estou beeeem empolgada. 😛

E sim, minhas opiniões são meio contraditórias, rs, mas  eu recomendo a leitura, torcendo para um segundo volume melhor (mais amor, por favor) e para um final que eu possa dizer: uau! Maravilhoso!

Bjs
Marina

Uma Chama Entre As Cinzas – Livro 1

UMA_CHAMA_ENTRE_AS_CINZAS_1437757785517760SK1437757785BUma Chama Entre As Cinzas
De Sabaa Tahir

Sinopse oficial: Laia é uma escrava. Elias é um soldado. Nenhum dos dois é livre. No Império Marcial, a resposta para o desacato é a morte. Aqueles que não dão o próprio sangue pelo imperador arriscam perder as pessoas que amam e tudo que lhes é mais caro. É neste mundo brutal que Laia vive com os avós e o irmão mais velho. Eles não desafiam o Império, pois já viram o que acontece com quem se atreve a isso. Mas, quando o irmão de Laia é preso acusado de traição, ela é forçada a tomar uma atitude. Em troca da ajuda de rebeldes que prometem resgatar seu irmão, ela vai arriscar a própria vida para agir como espiã dentro da academia militar do Império. Ali, Laia conhece Elias, o melhor soldado da academia — e, secretamente, o mais relutante. O que Elias mais quer é se libertar da tirania que vem sendo treinado para aplicar. Logo ele e Laia percebem que a vida de ambos está interligada — e que suas escolhas podem mudar para sempre o destino do próprio Império.

Minha opinião: demorei pra entrar no clima do livro, mas lá pela página 100 fui fisgada e mergulhei com tudo na história! Não vou dizer que é um favorito, nem que é original e especial, mas é um livro MUITO bom! Gostei bastante e quero ler a continuação.

Logo no começo já percebemos que o caminho dos personagens estão todos entrelaçados. Laia e Elias têm um destino maior em suas mãos, e o tempo todo ficamos imaginando o que será e quando vai acontecer.

A Laia é uma protagonista comum nesse tipo de história (mais uma em um milhão): garota ingênua, precisa resgatar sua família, então faz aliados improváveis e se mete em situações difíceis e um pouco loucas. Se apaixona por mais de um homem e entra em conflito com seus sentimentos. Um pouco clichê,não é mesmo? Mas ela é ok, nada de mais…

Elias também é um pouco clichê, mas ele é de longe mais interessante! Ele é a verdadeira “chama entre as cinzas” aqui. É um soldado indignado com tudo e que tem um enorme coração – impossível não se apaixonar! ❤ kkkk por essa razão fiquei com pena da Helene (a melhor amiga dele)… ela realmente não teve culpa de se apaixonar por ele, principalmente ele sendo seu melhor amigo… força colega!

Para mim os personagens que mais se destacaram foram, além do Elias,a comandante e os adivinhos. A primeira é a mulher mais horrível que pode existir. As cenas de maldade dela ficaram na minha mente e eu me peguei pensando nisso várias vezes. Já os adivinhos são seres esquisitos e que se fazem de malvados mas são uns fanfarrões! Hhuahuaha gostei deles.

A narrativa é intercalada com o ponto de vista dos dois protagonistas, e é bem fluida e tranquila. Se alguém quiser arriscar ler em inglês acho que deve ser uma boa!

O enredo é bom também e muito interessante, mas com muita violência –  fica aí o aviso, mas não é nada que a gente não possa aguentar. 😛 Temos cenários interessantes e personagens cativantes, então tive que me render aos encantos desse livro… kkkkk

Em resumo, é um livro que não vai mudar sua vida mas você não vai se arrepender de ter lido. E, se bobiar, deixa um gostinho de quero mais… 😉 Recomendo!

Bjs
Marina