Uma Tocha Na Escuridão – Uma Chama Entre as Cinzas Livro 2

Uma Tocha Na Escuridão
De Sabaa Tahir

Sinopse oficial: Ambientado em um mundo brutal inspirado na Roma Antiga, “Uma Chama Entre as Cinzas” contou a história de Laia, uma escrava lutando por sua família, e Elias, um soldado lutando pela liberdade. Agora, em “Uma Tocha Na Escuridão”, ambos estão em fuga, lutando pela vida.

Após os eventos da quarta Eliminatória, os soldados marciais saem à caça de Laia e Elias enquanto eles escapam de Serra e partem numa arriscada jornada pelo coração do Império. Laia está determinada a invadir Kauf, a prisão mais segura e perigosa do Império, para salvar seu irmão, cujo conhecimento do aço sérrico é a chave para o futuro dos Eruditos. E Elias está determinado a ficar ao lado dela – mesmo que isso signifique abrir mão da própria liberdade. Mas forças sombrias, tanto humanas quanto sobrenaturais, estão trabalhando contra eles.

Elias e Laia terão de lutar a cada passo do caminho se quiserem derrotar seus inimigos: o sanguinário imperador Marcus, a cruel comandante, o sádico diretor de Kauf e, o mais doloroso de todos, Helene – a ex-melhor amiga de Elias e nova Águia de Sangue do Império. A missão de Helene é terrível, porém clara: encontrar o traidor Elias Veturius e a escrava erudita que o ajudou a escapar… e acabar com os dois. Mas como matar alguém que você ama desesperadamente?

Minha opinião: QUE LIVRO! Meu Deus, que livro!!!!! Olha, vocês são testemunhas de como é difícil achar um segundo volume que supere o primeiro, então eu comecei a ler sem muitas expectativas – mas essa história superou a do primeiro infinitamente! EU AMEI!!! ❤ ❤ ❤

Ok, estou empolgadíssima porque acabei de ler e já vim escrever a resenha mas, empolgação a parte, o livro é muito bom mesmo: já começa numa correria desgraçada, tudo acontecendo de uma vez, num ritmo louco e você já se empolga desde o primeiro capítulo.

Temos a narrativa de 3 pontos de vista: Laia, Elias e Helene.

Confesso que eu tinha simpatia pela Helene antes mas passei a não gostar dela neste volume – embora o ponto de vista dela seja uma peça chave para entender os desdobramentos. Ela mudou – e para pior (mas também tadinha, o que sofreu essa daí….). Já o Elias é um cara que eu admiro muito: que homão da p***a!!! rsrsrs Não tem como não se apaixonar por ele, suas atitudes são muito nobres (acho que eu já disse isso na última resenha né? 😛  E a Laia, bom, ela é ótima! Uma personagem forte, marcante e ao mesmo tempo meiga – não tinha gostado tanto assim dela no 1º livro, então pela primeira vez na história (rs) uma personagem “comunzinha” vira extraordinária! Gostei demais!

O enredo é muito inteligente – pelo menos eu não consegui imaginar o que vinha pela frente em nenhum momento! Achei digno de um filme e, como o livro é dividido em três partes, pareceu uma trilogia de tanta história que teve. kkkk

Se o terceiro já tivesse sido lançado eu com certeza o estaria comprando nesse exato momento. Agora minhas expectativas cresceram heim! Espero que a autora não me deixe na mão e conclua a história com maestria.

Adoro o jeito que ela escreve, super leve e natural, então posso dizer que é um livro fácil de ser lido e que é facilmente devorado em poucas horas/dias (embora tenha 398 páginas).

Recomendo muuiitooo! Se tornou um favoritíssimo do ano. 🙂

Bjs
Marina

Equals [FILME que parece livro]

Oi pessoal! Ontem assisti um filme maravilhoso e queria dividir com vocês, porque ele é semelhante a diversos livros do estilinho que eu gosto e que já resenhei aqui no blog. 🙂

equals_movie

Se chama Equals (tem na Netflix com o título em português: Quando te conheci) e possui basicamente a seguinte história: numa sociedade futura perfeita (distopia) temos pessoas que não possuem sentimentos – desde pequeno eles são suprimidos a fim de manter uma sociedade unida, sem guerras e sem interferências sentimentais em sua evolução. Parece familiar, não?

Um homem e uma mulher acabam se apaixonando e vivendo um romance proibido dentro desses padrões impostos pelo mundo, e precisam lutar para manter seu amor. Em um lugar onde até o menor toque é proibido as coisas acabam ficando bem tensas… de novo: soa familiar, vocês não acham?

Pra mim foi um mix de vários livros que eu adoro: Delírio, O Doador de Memórias e Destino são os que me vêm à memória, mas com certeza tem mais. Ele é um filme fofo, tenso e romântico – assim como esses livros – e retrata uma distopia bem comum: a “sociedade perfeita”. Confesso que só pelo trailer já sabia que ia gostar, mas fiquei comovida com a beleza crua do filme!

tumblr_o8y4i2raqw1si52i0o5_500

O cenário, as atuações, a trilha sonora (que quase não existe em algumas cenas) e a fotografia acompanham seus sentimentos durante o filme. É incrível! Eu me senti o tempo todo na pele dos personagens e ri, sofri, chorei e amei junto com eles. Talvez se eu já não tivesse lido tanto sobre esse “assunto” eu tivesse ficado surpresa e mais impressionada com o sentido da história – aquela lição de moral que ficamos pensando quando o filme acaba, rsrs, mas confesso que fiquei encantada! ❤

Eu nunca fui muito fã do Nicholas Hoult, mas, como diz meu amigo: “- que homão da porra!”, hehehe. Ele está perfeito nesse papel, e realmente apaixonante! Já a Kristen Stewart estava honrando sua fama de “sem expressões faciais” kkkkkk. Brincadeiras à parte, ela tinha que manter suas expressões escondidas da sociedade, então é compreensível – o papel pede isso. É irônico mas é verdade, rs.

equals_d36_258_rgb

equals2016-screencap2

Enfim, eu amei tanto que queria que fosse um livro. MESMO! Ainda mais porque PRECISA de uma continuação, mas não vai rolar em forma de filme. 😦

Deixo aqui então a dica e o trailer para que vocês possam ver se não tem tudo a ver mesmo com nossas paixões literárias, rsrsrs.

Eu amei e virou um grande favorito. Recomendo! 🙂

Bjs
Marina

Taken – Taken Livro 1

Taken
De Erin Bowman

taken_1340126752bSinopse traduzida por mim: Gray Weathersby passou os últimos 17 anos temendo seu aniversário de 18. Em sua cidade isolada, onde poeira sobrepõe a grama e corvos brigam com as nuvens, todos os garotos de 18 anos são perdidos para um fenômeno que os moradores chamam da Rapto. Após seu irmão mais velho, Blaine, encarar seu destino misterioso, a fascinação de Gray pelo Rapto se torna uma obsessão. Ele deseja respostas. Sobre o Muro que cerca sua cidade, uma estrutura gigante que ninguém jamais escalou sem morrer, sobre os líderes do Conselho e seus segredos óbvios e sobre a própria natureza do Rapto.

Durante sua busca por respostas, Gray contará com a ajuda de Emma, uma filha de curandeira que ele admira desde o primeiro dia que se conheceram quando crianças. O que eles encontram dá ideias à Gray. Ideias perigosas. Talvez Blaine não esteja perdido para sempre. Talvez ele possa achá-lo. Talvez seja tão simples quanto escalar o Muro e talvez, apenas talvez, o destino de Gray não seja o mesmo que de todos que escalaram o muro antes dele.

Minha opinião: eu fiquei EXTREMAMENTE decepcionada com esse livro pelo simples fato de que eu comecei a ler porque jurava que era sobre extraterrestres… mas NÃO!!! COMO pode isso produção? COMO eu ia saber que um livro sobre garotos sendo raptados aos 18 anos por uma luz misteriosa não era sobre ETS???????

ru3ierab

Ele é uma distopia, mas eu não gostei do livro e acredito que basicamente por conta disso… seria mais ou menos 70% pela decepção de não ser sobre ETS e 30% pela história em si. O fato de eu ter lido uma versão traduzida clandestinamente na internet também não ajudou, rsrs. Foi um conjunto de coisas erradas (vocês sabem que admiro muito o trabalho das pessoas que traduzem os livros pra gente por conta própria, mas muita coisa se perde nisso… até mesmo os nomes dos lugares que no começo eram uma coisa e no final outra, aí sua cabeça dá um nó pra descobrir do que se trata.).

Gray é um cara normal: invocadinho, teimoso, meio rebelde – achei ok pra um protagonista homem – e temos até um triângulo amoroso envolvendo ele e mais duas meninas. Eu gostei disso! Nós mulheres sempre vemos a coisa por outro ângulo, com uma menina disputada por dois caras, mas é quase sempre o inverso que acontece na vida real né kkkkkkk #abafa

Fiquei um pouco chocada porque as crianças eram colocadas para se “reproduzir” muito cedo, já que os homens eram levados com 18 anos. Faz sentido, mas a gente nunca espera isso num livro para adolescentes huahuhauaha.

A narrativa é típica de livros desse tipo – distopia – e tranquila de avançar. Acho que dava até pra ler em inglês facinho e eu bobeei, rsrs. Mas o enredo… não sei. Senti que era meio fraquinho, não gostei muito e achei que tudo foi muito fácil, sabem? Podia ser melhor e ter sido trabalhado de outra forma.

Não pretendo ler os próximos volumes. Não curti muito a história e não acrescentou nada na minha vida, então infelizmente acho bem ruinzinha pra recomendar pra vocês. 😦

Bjs
Marina

Ruins – Partials Livro 3

RUINS_1372093596BRuins
De Dan Wells

Sinopse traduzida por mim: Nosso tempo está acabando. Conforme o relógio se aproxima da data de expiração dos Partials, Humanos e Partials ficam à beira da guerra. No meio dessa guerra, estão Kira e Samm: Samm, que está preso no lado mais distante do ambiente tóxico Americano, e Kira, agora nas mãos da Dra. morgan, que está fissurada em salvar o que resta dos Partials, mesmo que tenha que destruir Kira para isso.

A única esperança está as mãos das pessoas assustadas de ambas as raças que procuram um jeito de rapidamente prevenir o pior desse conflito. Mas uma figura aparece, nem humana e nem Partial, com avisos de um novo apocalipse que nenhum deles poderá reverter.

Minha opinião: Mais uma série que entra pra minha lista de favoritas! A história é inteligente do começo ao fim e os acontecimentos não desapontaram nesse terceiro e último volume.

Passou-se muito tempo entre minha leitura do segundo livro e do terceiro pelo seguinte motivo: a editora que publicava a saga em português faliu, e portanto esse terceiro volume teve que ser lido em inglês (porque não foi publicado aqui). Isso me atrasou um pouco porque, além da mudança de idioma, os personagens e a história de cada um não estavam tão “frescos” na minha memória. Confesso que sofri nas primeiras páginas! Só fiquei confortável após a página 50, ou seja, teve muita história que não lembrei direito e me senti perdidaça!

A Kira continuou uma protagonista forte e decidida até o fim. Ela é muito inteligente e ver ela “ligando todos os pontos” é realmente incrível. O romance que eu falei que podia evoluir nesse livro… quase não evoluiu! HUAHAUHA Ele é muito mais de ação do que qualquer coisa.

Os outros personagens continuam tendo capítulos com seus pontos de vista e acabamos nos apegando a eles. A Ariel foi uma surpresa, ela é muito forte e decidida. Samm apareceu muito pouco, o que me deixou desapontada porque esperava ver mais dele. E quem roubou a cena pra mim foi o Marcus, que continua um fofo e fazendo piadinhas em hora inapropriada (me identifiquei! kkk).

Cada ponto de vista contém uma parte da história e vou te falar que não é uma tarefa simples ligar todos eles. Se a Kira não estivesse lá para desvendar as coisas pra mim eu demoraria um bocado para entender tudo. 😛 Não que eu seja meio burrinha, mas esse livro é complexo e muito bem desenvolvido – a trama te pega de surpresa!

O final foi um pouco menos trágico do que eu esperava. Aliás, perto do que eu esperava qualquer final pode ser considerado fofo, porque eu jurava que ia tudo acabar com um planeta terra explodindo, virando um buraco negro e acabando com todo o universo ahuahauha. Juro que a guerra Partials/Humanos parecia que ia destruir tudo e todos na galáxia! Mas foi um final bom, amarrou todas as pontas e deixou aquele gostinho de quero mais.

Soube que tem um conto dessa saga… adivinha quem vai ler??? rsrsrsr

Recomendo todos os volumes!

Bjs
Marina

Uma Chama Entre As Cinzas – Livro 1

UMA_CHAMA_ENTRE_AS_CINZAS_1437757785517760SK1437757785BUma Chama Entre As Cinzas
De Sabaa Tahir

Sinopse oficial: Laia é uma escrava. Elias é um soldado. Nenhum dos dois é livre. No Império Marcial, a resposta para o desacato é a morte. Aqueles que não dão o próprio sangue pelo imperador arriscam perder as pessoas que amam e tudo que lhes é mais caro. É neste mundo brutal que Laia vive com os avós e o irmão mais velho. Eles não desafiam o Império, pois já viram o que acontece com quem se atreve a isso. Mas, quando o irmão de Laia é preso acusado de traição, ela é forçada a tomar uma atitude. Em troca da ajuda de rebeldes que prometem resgatar seu irmão, ela vai arriscar a própria vida para agir como espiã dentro da academia militar do Império. Ali, Laia conhece Elias, o melhor soldado da academia — e, secretamente, o mais relutante. O que Elias mais quer é se libertar da tirania que vem sendo treinado para aplicar. Logo ele e Laia percebem que a vida de ambos está interligada — e que suas escolhas podem mudar para sempre o destino do próprio Império.

Minha opinião: demorei pra entrar no clima do livro, mas lá pela página 100 fui fisgada e mergulhei com tudo na história! Não vou dizer que é um favorito, nem que é original e especial, mas é um livro MUITO bom! Gostei bastante e quero ler a continuação.

Logo no começo já percebemos que o caminho dos personagens estão todos entrelaçados. Laia e Elias têm um destino maior em suas mãos, e o tempo todo ficamos imaginando o que será e quando vai acontecer.

A Laia é uma protagonista comum nesse tipo de história (mais uma em um milhão): garota ingênua, precisa resgatar sua família, então faz aliados improváveis e se mete em situações difíceis e um pouco loucas. Se apaixona por mais de um homem e entra em conflito com seus sentimentos. Um pouco clichê,não é mesmo? Mas ela é ok, nada de mais…

Elias também é um pouco clichê, mas ele é de longe mais interessante! Ele é a verdadeira “chama entre as cinzas” aqui. É um soldado indignado com tudo e que tem um enorme coração – impossível não se apaixonar! ❤ kkkk por essa razão fiquei com pena da Helene (a melhor amiga dele)… ela realmente não teve culpa de se apaixonar por ele, principalmente ele sendo seu melhor amigo… força colega!

Para mim os personagens que mais se destacaram foram, além do Elias,a comandante e os adivinhos. A primeira é a mulher mais horrível que pode existir. As cenas de maldade dela ficaram na minha mente e eu me peguei pensando nisso várias vezes. Já os adivinhos são seres esquisitos e que se fazem de malvados mas são uns fanfarrões! Hhuahuaha gostei deles.

A narrativa é intercalada com o ponto de vista dos dois protagonistas, e é bem fluida e tranquila. Se alguém quiser arriscar ler em inglês acho que deve ser uma boa!

O enredo é bom também e muito interessante, mas com muita violência –  fica aí o aviso, mas não é nada que a gente não possa aguentar. 😛 Temos cenários interessantes e personagens cativantes, então tive que me render aos encantos desse livro… kkkkk

Em resumo, é um livro que não vai mudar sua vida mas você não vai se arrepender de ter lido. E, se bobiar, deixa um gostinho de quero mais… 😉 Recomendo!

Bjs
Marina

Uma Vez – Trilogia Eva Livro 02

ONCE_1421453346431798SK1421453346BUma Vez
De Anna Carey

Sinopse oficial: Pela primeira vez desde que fugiu da escola, muitos meses atrás, Eva pode dormir tranquila. Ela está morando em Califia, um refúgio para mulheres, protegida do aterrorizante destino reservado às meninas órfãs na Nova América. Mas a estabilidade tem um preço: foi obrigada a se separar de Caleb, o garoto que ama. Mas, quando fica sabendo que ele está em perigo, abandona tudo para encontrá-lo e acaba caindo em uma armadilha. Agora, presa na Cidade de Areia e vigiada 24 horas por dia, Eva descobre um segredo de seu passado que não poderia ter imaginado nem em seu pior pesadelo.

Minha opinião: No começo estava bem desacreditada com essa série – os primeiros capítulos foram um martírio! Eu não lembrava nada, não entendia nada e, honestamente, foi tudo muito chato. Mas aí o livro deu uma guinada e eu fui pega (de surpresa) saboreando cada detalhe da história.

Tenho que dizer que é muito estranho ler um livro tão objetivo como esse: não tem enrolação, não tem mimimi e não tem demora… é tudo pá-pum! Mas isso é bom e ruim ao mesmo tempo, porque eu sinto falta sim de um desenvolvimento no romance, aquela coisa do clima que vai ficando maior, os pensamentos que vão aumentando as emoções… isso faltou! Mas para quem gosta de ação é muito bom, porque acontece tudo de uma maneira rápida e prática.

Como eu falei, os sentimentos não são muito desenvolvidos, então tive dificuldade em entender o amor da Eva e do Caleb. Além disso, sabemos muito pouco sobre ele, enquanto ela para mim é uma incógnita: como pode uma menina que foi criada tão inocente e pura se jogar de cabeça em umas causas perigosas e em um amor que contradiz tudo que ela já acreditou um dia? Ok, se tivéssemos mais tempo desenvolvendo o romance seria algo normal, mas achei forçado demais o relacionamento dos dois.

Os acontecimentos no entanto não foram previsíveis e deixaram o livro muito mais interessante. Os personagens secundários são fortes e alguns até roubam a cena (Arden, minha querida, você merece um livro só seu!), então vou ser sincera e dizer que o livro ganha pontos apenas por causa disso.

Resumindo: a saga não é das melhores. É boa sim, é rápida e tem uma história original, mas não vale a pena. Tem muitas outras mais legais por aí… mas, claro, se você quiser uma coisa leve, rápida e sem compromisso, pode sempre optar por ela.

Bjs
Marina

O Doador de Memórias

O_DOADOR_DE_MEMORIASO Doador de Memórias
De Lois Lowry

Sinopse oficial: Em O doador de memórias, a premiada autora Lois Lowry constrói um mundo aparentemente ideal onde não existem dor, desigualdade, guerra nem qualquer tipo de conflito. Por outro lado, também não há amor, desejo ou alegria genuína. Os habitantes de uma pequena comunidade, satisfeitos com a vida ordenada, pacata e estável que levam, conhecem apenas o presente o passado e todas as lembranças do antigo mundo lhes foram apagados da mente. Um único indivíduo é encarregado de ser o guardião dessas memórias, com o objetivo de proteger o povo do sofrimento e, ao mesmo tempo, ter a sabedoria necessária para orientar os dirigentes da sociedade em momentos difíceis.

Aos 12 anos, idade em que toda criança é designada à profissão que irá seguir, Jonas recebe a honra de se tornar o próximo guardião. Ele é avisado de que precisará passar por um treinamento difícil, que exigirá coragem, disciplina e muita força, mas não faz ideia de que seu mundo nunca mais será o mesmo. Orientado pelo velho Doador, Jonas descobre pouco a pouco o universo extraordinário que lhe fora roubado. Como uma névoa que vai se dissipando, a terrível realidade por trás daquela utopia começa a se revelar.

Minha opinião: ai que livro bom!!! *-*

Fui surpreendida por uma narrativa fácil, envolvente e por uma história fantástica!!! É incrível o que vamos descobrindo ao longo do livro – como a comunidade é, como funciona, o que significa cada coisa… É uma surpresa atrás da outra e com um toque bem profundo por trás: quem seríamos nós sem as nossas lembranças?

Jonas, o personagem principal, no começo é pouco interessante, mas com o tempo ficamos ligados a ele e nos sentimos conectados com esse personagem. É uma experiência interessantíssima enxergar tudo através dos olhos dele e descobrir tudo junto com ele.

Acho que dá para perceber que fiquei em êxtase ao terminar a leitura, certo? Kkkkk realmente achei perfeito. Um livro leve e muito interessante… Perfeito para curar uma ressaca literária ou para recomeçar após um tempo sem ler… Ele é revigorante!

Me lembrou muito o livro Destino, onde existia uma sociedade que controlava a vida de todos. É basicamente isso mas com a exeção de que só uma pessoa conhece a verdade absoluta sobre as coisas. A única coisa ruim é que é muito curtinho. Queria mais!!!! Rsrs

Recomendo muito, a todos, e fiquei super curiosa para ver o filme (que nesse caso suspeito que não consiga passar nem metade da emoção do livro hehe).

Bjs
Marina

Fragmentos – Partials Livro 2

FRAGMENTOS_1397419926BFragmentos
De Dan Wells

Sinopse oficial: O que significava a Verdade? Quem era responsável pelo fatal vírus RM? Por que os Partials morriam aos 20 anos? E afinal, o que era ela, humana ou Partial? Kira Walker sabia que todas essas perguntas sem respostas eram fragmentos de um grande segredo. Só não imaginava o quanto ela era a peça-chave nessa história.

Minha opinião: Olha… é muito difícil um segundo livro de trilogia manter o ritmo do primeiro, mas esse conseguiu! Pelo menos da parte dois (são quatro) em diante. Confesso que a primeira parte foi um pouco parada, mas foi necessária para explicar o rumo dos acontecimentos.

Mais de uma vez eu me peguei pensando: por quê será que esses livros são tão grandes? Mas é uma coisa natural e inevitável: tem MUITA história para contar, MUITA coisa para descobrir e muitos elementos para explorar. Digo e repito que é uma distopia completa!

Fiquei muito satisfeita com o rumo da história. Kira se mostrou cada vez mais uma protagonista forte, e gostei de ver como lutou até o fim pelos seus ideais. Sobre os outros personagens, adoro o Samm e torço por ele, mas o que mais gostei foi das perspectivas alternadas: os cenários ora eram do ponto de vista do Samm, ora da Kira, ora do Marcus e até mesmo de alguns outros. Não foi algo que passou dos limites, foi mais uma tática para abordar o que estava acontecendo nos diversos lugares diferentes para termos uma visão geral de um todo. Foram fragmentos que, unidos, nos davam a visão geral da história – taí a explicação do título. 😉

E teve romance!!! \o/ Finalmente! 🙂 Foi só um pouquiiinho – pouquinho mesmo! – mas me deixou entusiasmadíssima para o próximo volume, pois aposto que isso vai evoluir… hmmmmm ❤

Enfim, esse autor realmente não dá ponto sem nó e teceu uma trama complexa e inteligentíssima. Me arrisco a dizer que será uma das sagas mais bem explicadas até hoje!

Adorei o livro, já amo a saga e super recomendo! Quem está a procura de uma história diferente e cheia de emoções com certeza vai amar. 😉

Bjs
Marina

Gênesis – O que realmente significa ser humano?

GENESISGênesis
De Bernard Beckett

Sinopse oficial: Na ocasião em que a Terra foi arrasada pela Peste, os sobreviventes reuniram-se em uma nova sociedade. Separados do mundo exterior por uma cerca em pleno oceano, vivem em absoluto isolamento – aviões que se aproximam são abatidos; refugiados, executados. Até que um soldado escolhe romper com as regras e, em vez de disparar, resgata das águas uma menina. Seu nome é Adam Forde. Ele muda para sempre o curso da História.

Minha opinião: Bom, posso começar dizendo que esse livro não foi NADA como eu esperava. Não me decepcionei de fato, apenas imaginei que seria muito diferente, tanto na narrativa quanto na história em si.

Sobre a narrativa: ela não é fácil. Além de palavras truncadas e pensamentos complexos, temos um debate filosófico o tempo inteiro. As discussões sobre a caverna de Platão e todas aquelas aulas de filosofia que temos no colégio não são nada se comparadas à filosofia deste livro. Somos basicamente forçados a pensar o tempo inteiro. O cérebro cansa para quem não está acostumado! rsrsrs

Brincadeiras à parte, ele não faz meu estilo de livro. Achei que por ser uma distopia não fosse ter esses debates sobre a vida, a alma, a consciência e tudo mais – pelo menos não do jeito que tivemos, então fiquei um pouco em choque quando percebi que seria assim o tempo todo.

Tirando esse fator, temos uma história um pouco confusa. Demora um bom tempo até entendermos tudo que estava acontecendo, mas quando nos adaptamos se torna mais fácil de acompanhar os acontecimentos e raciocínios.

Anax é uma protagonista um pouco sem graça, e acho que de fato ela não foi construída para que a amássemos. Ela é apenas a personagem que nos explica o que aconteceu – a história do livro.

O enredo é ao mesmo tempo complexo e fascinante! Uma distopia muito bem escrita, por assim dizer. E QUE FINAL!!! Minha nossa eu não suspeitei nem por um segundo de tudo que aconteceu. Foi uma surpresa mesmo e a última página então passou como um borrão…. não consegui nem absorver direito toda a situação.

O que posso dizer é que é um livro diferente e muito filosófico. Se você gosta desse tipo de leitura vá em frente! Além de tudo ele é curtinho, então vale a pena. Se você é que nem eu e não gosta muito mas sentiu curiosidade de ler, prepare sua mente e dedique alguma atenção à ele, pois você vai precisar.

Gostei? É…. médio… foi bom matar a curiosidade e a história é bem forte, então de certa forma valeu a leitura. Mas não leria de novo.

Bjs
Marina

Partials – Partials Livro 1

PARTIALSPartials
De Dan Wells

Sinopse oficial: A raça humana está quase extinta após a guerra com os Partials – seres criados em laboratório, idênticos aos humanos. Eles liberaram o vírus RM, ao qual apenas uma pequena parte da população é imune. Os sobreviventes da América do Norte se reuniram em Long Island ao mesmo tempo que os Partials se retiraram da guerra misteriosamente.

Kira é uma médica em treinamento que vê, dia após dia, todos os bebês morrerem, pouco tempo após o nascimento. Há mais de uma década nenhum nasce imune ao RM. O tempo está se esgotando e, com ele, a esperança.

Decidida a encontrar a cura, Kira descobrirá que a sobrevivência dos humanos tem muito mais a ver com as ligações entre eles e os Partials do que se imagina. Ligações das quais a humanidade se esqueceu, ou simplesmente não sabia que existiam…

Minha opinião: UAU! MEU DEUS DO CÉU!!! Esse livro é FANTÁSTICO! MARAVILHOSO! Uma das melhores distopias que eu já li na vida!

Elogios à parte, esse livro é uma caixinha de surpresas que reune diversos elementos do meu gosto: ciência e descobertas científicas, grupos rebeldes, romance, viagens, um mundo diferente e muita emoção. Fora que eu não consegui adivinhar NADA do que ia acontecer! Isso foi um ponto super positivo pois é uma história surpreendente e que não cai no lugar comum.

Kira é uma boa protagonista. Não é amável desde o princípio mas é engraçada, bem humorada, corajosa e bastante inteligente – um perfil perfeito para distopias, certo? Mas eu me identifiquei mesmo foi com o namorado dela, Marcos, que preferia não salvar o mundo e aproveitar o tempo deles juntos e em segurança. Samm é um personagem intrigante e misterioso… queria conhecê-lo um pouco mais, mas o segundo volume está aí para isso! 😉

A premissa da história é muito boa e interessante e, aliada à uma narrativa envolvente, rápida e jovem, dá ao livro um ar de série, com vários acontecimentos e um ritmo acelerado bem objetivo. Gostei!!!

Honestamente, não sei exatamente o quê me deixou apaixonada pelo livro, mas ele realmente é muito bom! Li junto com uma amiga do trabalho (para podermos debater os acontecimentos) e nós duas tivemos uma grande surpresa e adoramos a história! Na minha opinião superou diversas sagas distópicas por aí…

Enfim, recomendadíssimo! Estou super empolgada e obviamente lerei todas as continuações. 😉

Bjs
Marina

Eva – Trilogia Eva Livro 01

EVAEva
De Anna Carey

Sinopse oficial: A guerra dos sexos está apenas começando… No futuro, uma praga mortal aniquilou a população da terra. Homens e mulheres seguem segregados. Os meninos são mandados para campos de trabalho forçado. As meninas, para Escolas onde aprendem uma profissão chave na reconstrução mundial. Mas as aparências enganam… E Eva está prestes a descobrir que a verdade pode ser muito mais terrível do que o vírus que varreu seu país. Está prestes a descobrir que seu futuro pode ser mais parecido com a da primeira mulher a levar seu nome.

Minha opinião: pensem num livro objetivo, direto, sem enrolações e com um bom enredo – é esse!

De fato ele atende a todos esses requisitos, mas talvez até por isso tenha deixado muito a desejar no desenrolar da história: não houve tempo para desenvolver gostos, preferências, sentimentos, nem muita coisa… Foi tudo muito rápido!

Eva é uma menina inocente e curiosa. Mas há limites! Em um capítulo ela é a “miss perfeita” e no próximo ela é uma selvagem, guerreira e cheia de coragem… Não me convenceu. Mas no geral ela é bastante agradável, então acabei gostando dela mesmo assim.

Caleb para mim não fede nem cheira. Não consegui entender esse sentimento tão rápido entre os dois. Eu acho que a Eva nunca tinha visto um menino antes então se apaixonou pelo primeiro gentil que conheceu.

Fora isso a premissa da história é muito boa! Após a destruição em massa da população devido a uma praga, realmente é de se esperar atitudes horriveis e impensáveis. Inclusive tiveram umas cenas chocantes durante o livro que foram muito bem escritas. Me deixaram com medo mesmo.

Acho que a autora teve bons e maus momentos no livro mas no geral ela acertou: fiquei curiosa para o próximo volume e terminei de ler com um sentimento de quero mais, então acho válido dar uma chance a essa leitura 😉

Bjs
Marina

Convergente – Trilogia Divergente livro 3

CONVERGENTEConvergente
De Veronica Roth

Sinopse: A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. No poderoso desfecho da trilogia Divergente, de Veronica Roth, a jovem será posta diante de novos desafios e mais uma vez obrigada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor.

Minha opinião: Estava bem receosa com esse livro pois a maioria das classificações que vi foram 3 estrelas e meia, então estava esperando algo no nível de A Esperança – Jogos Vorazes Livro 3. Mas, fico feliz em dizer que “gosto é gosto e não se discute!”, então eu AMEI o livro! Para mim foi o final perfeito para essa trilogia! ❤

Tris realmente virou uma líder nesse 3º volume. Claro que ainda acho que o poder lhe subiu à cabeça, e que algumas atitudes dela são um pouco precipitadas, mas ela é uma adolescente de 16 anos gente… QUEM em seus 16 anos era totalmente consciente de suas ações???

Já o Quatro me decepcionou um pouco… achei que ele foi tão bom no primeiro livro que ia continuar assim, mas aquele menino corajoso, diferente e interessante foi, ao longo da série, se tornando uma pessoa fraca, insegura e um pouco “covarde”. Acho que no final ele consegue se recuperar e virar o Quatro do primeiro livro novamente, mas isso acontece apenas nas últimas páginas…

Como toda distopia, não podíamos esperar que esse desfecho fosse suave: temos guerra, violência, mortes e conspirações governamentais. Mas sabe que foi muito diferente do que eu estava esperando? Gostei do que foi mostrado, gostei das atitudes tomadas e do rumo da história. Não aconteceu tanta “devastação” como eu esperava, mas as poucas que aconteceram foram de extrema importância.

Acho que talvez o livro tenha me agradado tanto exatamente porque não achei tão devastador. Sou uma romântica, e sempre quero que tudo acabe bem… rsrs Não acabou TUDO bem, obviamente (hello, distopia! hehe), mas gostei do final que a autora deu para a série. Achei romântico, a seu modo.

Resumindo: foi um desfecho perfeito para uma série perfeita! Recomendo a todos a leitura!

Bjs
Marina

Réquiem – Delírio Livro 3

REQUIEMRéquiem
De Lauren Oliver

Sinopse oficial: No desfecho da trilogia em que o amor é considerado uma doença, Lena é um importante membro da resistência contra o governo. Transformada pelas experiências que viveu, está no centro da guerra que logo eclodirá. Depois de resgatar Julian de sua sentença de morte, Lena e seus amigos voltam para a Selva, cada vez mais perigosa. Enquanto isso, Hana, sua melhor amiga de infância, foi curada. Ela leva uma vida segura e sem amor junto ao noivo, o futuro prefeito. Às vésperas do casamento e da eleição – cujo resultado pode dificultar ainda mais a vida dos Inválidos -, Hana se questiona se a intervenção realmente tem efeito. Vivendo em um mundo dividido, Lena e Hana narram suas histórias em capítulos alternados. O que elas não sabem é que, em lados opostos da guerra, suas jornadas estão prestes a se reencontrar.

Minha opinião: um terceiro e último livro empolgante do começo ao fim! O enredo permanece firme e consistente – a autora conseguiu desenvolver os acontecimentos no tempo certo, tivemos muita ação e o final não foi atravessado. Só achei que faltou, de fato, um fechamento melhor para a história…

Lena certamente evoluiu muito e se descobriu como pessoa. Ela passou de uma protagonista inocente, bobinha e bem clichê para uma pessoa forte, determinada, bem decidida e corajosa. É aquele tipo de história que te deixa orgulhosa pela evolução da personagem.

Sobre os homens do livro, fico triste por tanta indecisão. Minha escolha já tinha sido tomada desde o segundo livro, então não pude deixar de ficar sentida quando a Lena ficava em dúvida quanto aos seus sentimentos. Ela magoou as pessoas, então fiquei desapontada com algumas atitudes contra quem não merecia esse tipo de tratamento.

Como eu disse, o final foi um pouco aberto. Achei que ficou muito a critério do leitor imaginar o final que gostaria. Sim, as coisas se resolveram, mas não tivemos nada decretado para nenhum dos personagens principais… A autora podia ter escrito pelo menos um epílogo contando o que imaginou como desfecho para cada um deles.

A escrita é intercalada entre capítulos narrados por Lena e capítulos narrados por Hana, o que foi uma surpresa já que eu não esperava a volta dela. Quer dizer, ela apareceu apenas no primeiro livro, então a volta dela com certeza foi algo diferente e que nos aguçou a curiosidade. Além disso a autora tem uma habilidade incrível de tecer essas histórias em paralelo que se encontram no final. Gosto muito da escrita dela!

Enfim, foi um desfecho bacana, interessante e muito bem escrito para um final de trilogia. Mas, como eu disse, os momentos finais deixaram um pouco a desejar. Apesar disso eu recomendo! Acho essa história muito boa e com uma mensagem geral bonita (como não gostar de um livro que exalta o amor, gente? ❤ rs), então acho que todos deveriam ler. 🙂

Bjs
Marina

Conquista – Destino livro 3

CONQUISTA_1375734454PConquista
De Ally Condie

Sinopse: Em uma Sociedade que não permite escolhas nem imperfeições, um pequeno erro pode ser o elemento que faltava para iniciar uma revolução. No livro, a autora retoma a história de Cassia Reyes, jovem que pertence a uma sociedade controlada por um Estado totalitário ainda que nele não haja pobreza e a população tenha acesso a direitos básicos, como alimentação, moradia e emprego. O futuro de Cassia não poderia ser mais incerto agora que ela se infiltrou na sociedade e faz parte da Inssureição.

Minha opinião: O primeiro livro foi EXCELENTE! O Segundo foi ótimo, e esse foi bom… Não digo que não gostei, achei o final muito bom, de certa forma até romântico, e os acontecimentos desse livro foram bem interessantes, mas a leitura em si não me agradou.

Cassia já está um pouco mais esperta, mas acho que nunca fui realmente fã dela, tanto que dos 3 pontos de vista em que a história foi contada, o dela foi sempre o mais chatinho. Quando Ky ou Xander narravam tudo ficava muito mais interessante 😉

Uma coisa boa foi que aquele “amor cego” que os meninos tinham por ela foi posto em prova: outras personagens chegaram para confundí-los. Achei ótimo porque deu um toque de suspense no romance entre eles. No fim, todos os personagens tiveram um “parzinho” então realmente foi um final romântico para uma distopia.

Nesse volume não temos uma guerra física, mas existe sim uma guerra química. Existem mortes, caos e uma corrida contra o tempo, mas ao mesmo tempo senti que a leitura foi leve o livro inteiro. Os 3 volumes foram assim, então é uma característica marcante da trilogia.

Enfim, recomendo a leitura dessa saga porque o enredo em si é muito bom. Embora os personagens não sejam envolventes, o cenário certamente é, então vale a pena 😉

Bjs
Marina

Posts Relacionados:

Destino
Travessia – Destino livro 2

Caminhos de Sangue – Dustlands Livro 1

CAMINHOS_DE_SANGUE_1338478752PCaminhos de Sangue
De Moira Young

Sinopse oficial: Saba passou a vida inteira na Lagoa da Prata, uma imensidão de terra desértica assolada por constantes tempestades de areia. O lugar não a incomoda, contanto que o irmão gêmeo, Lugh, esteja por perto. Quando, porém, uma gigantesca tempestade chega trazendo quatro cavaleiros de mantos negros em seu rastro, a vida que Saba conhece chega ao fim: Lugh é raptado e ela tem que embarcar em uma perigosa jornada para resgatá-lo.

Repentinamente jogada na realidade selvagem e sem lei do mundo além da Lagoa da Prata, Saba não consegue pensar no que fazer sem Lugh para guiá-la. Por isso, talvez a maior surpresa seja o que descobre sobre si mesma: é uma lutadora incansável, uma sobrevivente feroz e uma oponente perspicaz.

Com a ajuda de um audacioso e atraente fugitivo e de uma gangue de garotas revolucionárias, Saba se torna a protagonista de um confronto que vai mudar o destino de sua civilização. Com ritmo arrasador, ação constante e uma história de amor épica, Caminhos de Sangue é uma aventura grandiosa ambientada em um mundo futurista e violento.

Minha opinião: O começo desse livro foi bem estranho: a linguagem, a maneira de falar, os acontecimentos… até o temperamento da protagonista era muito estranho para mim. Foi “diferente” ler algo que não fosse correto no sentido ortográfico e, pelo contrário, fosse caipira e com erros de linguagem propositais.

O cenário é um mundo bem devastado, mas ao longo de toda a história ficamos meio “perdidos no tempo”, sem saber em que época tudo se passava. Após alguns capítulos sabemos que é no futuro, mas não sabemos o quanto. No final descobrimos um pouquinho mais, mas ainda assim acho que o livro não foi feito para nos contar em que tempo ele se passa. Como eu disse: estranho.

O meio e o final do livro são um pouco mais interessantes. Temos diversos acontecimentos (muita violência!!!) e uma busca incansável que não parece ter fim, mas ao mesmo tempo conhecemos diversos personagens novos e muito interessantes.

Por mais que eu me esforcei, não consegui amar a personagem principal: Saba. Já sua irmã me cativou e comecei a gostar mais dela a cada capítulo.

O romance da história também não me convenceu… você olha a pessoa 3 vezes e puf! Está apaixonada… eu sempre dou um desconto quando se trata de distopias, porque o mundo é outro, a realidade é outra, o sofrimento é maior, etc etc, mas esse não deu…

Enfim, não amei o livro. No máximo achei ele OK, mas (que droga!) fiquei curiosa para saber a continuação, então mais uma vez serei obrigada a terminar uma série não muito boa, apenas para saber o desfecho rsrs

Bjs
Marina