Vivian Contra o Apocalipse- Vivian Apple – Livro 1

Oi pessoal, tudo bem?

Antes de mais nada queria dizer pra vocês que eu demorei para ler esse livro única e exclusivamente porque era semana de provas e entregas de trabalho na pós. Logo, eu tinha 15 minutinhos por dia apenas, quando tinha, para ler. rsrs Foi tenso!

Mas estou de volta com esse livrinho ótimo e a próxima resenha será em forma de vídeo 😀

Bjs

VIVIAN_CONTRA_O_APOCALIPSE_1428798794439495SK1428798794B

Vivian Contra o Apocalipse
De Katie Coyle

Sinopse oficial: Vivian Apple tem 17 anos e mal pode esperar pelo fatídico “Arrebatamento” — ou melhor, mal pode esperar para que ele não aconteça. Seus devotos pais foram escravizados pela Igreja faz tempo demais, e ela está ansiosa para que voltem ao normal. O problema é que, quando Vivian chega em casa no dia seguinte ao suposto Arrebatamento, seus pais sumiram e tudo o que restou foram dois buracos no teto…

Vivian está determinada a seguir vivendo normalmente, mas quando começa a suspeitar que seus pais ainda podem estar vivos, ela percebe que precisa descobrir a verdade. Junto com Harp, sua melhor amiga, Peter, um garoto misterioso que tem os olhos mais azuis do mundo e informações sobre o verdadeiro paradeiros dos seguidores da Igreja (ou é o que ele diz), e Edie, uma Crente que foi “deixada para trás”, os quatro embarcam em uma road trip pelos Estados Unidos. Mas, depois de atravessar quilômetros de eventos climáticos bizarros, gangues de Crentes vingativos e um estranho grupo de adolescentes auto-intitulados os “Novos Órfãos”, Viv logo vai perceber que o Arrebatamento foi só o começo.

Minha opinião: Ouvi muitas pessoas falando que o livro nos faz refletir sobre a vida, que nos faz pensar sobre como estamos vivendo, mas juro que não achei tão profundo assim, rsrs.

Temos algumas questões que realmente nos põe contra a parede como no que acreditamos, se nossa fé às vezes não é ofuscada pelo fanatismo, o quão extremo alguém iria por conta da religião, o que faríamos se o mundo fosse acabar, etc. Mas tudo é contado de uma maneira leve, não fiquei reflexiva em momento nenhum, só pensei levemente sobre o assunto.

A narrativa é fluida e eu gostei da Vivian. Me identifiquei muito com ela, desde o começo, porque ela é aquela boa menina, sempre querendo agradar os pais, certinha, etc. Não que eu tenha sido sempre assim, mas depois de uma certa idade eu virei exatamente essa pessoa kkkk. Claro, depois de um tempo ela vira a Vivian 2.0, pós-apocalíptica, durona, mas mesmo assim ela ainda é uma pessoa boa e correta (e aquela menininha santinha por dentro), e acho que admiro ela por isso. Eu estaria louquinha se o mundo fosse “acabar” e não sobreviveria (muito menos manteria a compostura, hauhauha).

A Harp me cansou um pouco… ela bebe demais, é louca demais, não gostei. Mas aprendi a lidar com ela e no final ela não me incomodava mais. O Peter desde a primeira vez que apareceu eu já saquei que íamos ver ele novamente e no começo não entendi muito o personagem dele. Achei meio misterioso, a gente não sabia o que ele estava escondendo, quais eram as intenções dele, até ele virar o típico cara perfeito de livros. Fiquei um pouco decepcionada, esperava uma reviravolta gigante por parte dele mas ok, ele é lindo e maravilhoso e eu aceito passar por cima disso. 😛

O enredo é muito interessante e o final foi muito bom, sem ser abrupto e com uma reviravolta coerente. Até a última página tivemos novidades e eu gostei de como tudo terminou. Fiquei curiosa para o próximo volume. 🙂

O livro é muito bom e super curtinho, então vale a pena. Gostei e recomendo!

Bjs
Marina

O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares – Srta. Peregrine Livro 1

O_ORFANATO_DA_SRTA_PEREGRINE__1439930389277440SK1439930389BO Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares
De Ransom Riggs

Sinopse: A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo – por mais impossível que possa parecer – ainda podem estar vivas.

Minha opinião: UAU! Que livro envolvente! Comecei a ler, passou meia hora eu olhei e já estava na página 180!!! Aí olhei melhor e vi que não passou meia hora, foram várias horas e eu perdi alguns compromissos. kkkkk Ou seja: viciante! XD

A escrita do autor é muito boa e fluida e todo o enredo é cativante. Parece um daqueles circos antigos cheio de pessoas diferentes fazendo apresentações… e as fotos então! Bizarras! É um ponto super positivo para a leitura. Temos algumas cartas também, e essa foi a única parte negativa pra mim: como eu li no e-reader não consegui dar zoom suficiente nas cartas para ler tudo… algumas partes delas se perderam. Mas acho que isso não acontece para quem lê os livros físicos.

A personalidade do personagem principal, Jacob, também torna tudo mais agradável. Ele é uma daquelas pessoas levemente deprimidas que contornam tudo com um bom humor, sabe? Ele próprio se zoa muito no começo do livro e eu acabei me ligando a ele como você se liga a um melhor amigo mesmo.

Temos alguns outros personagens de destaque como Emma e Millard (que pra mim roubou a cena várias vezes) e o orfanato em si é como um sonho de verão do qual lentamente você vai acordando…

Não posso dizer muito mais para não dar spoilers mas leiam! Vale muito a pena e recomendo para todos!

Ah! tem um trailer do filme baseado nessa história. Veja bem: BASEADO. Eu já vi que várias coisas são muito diferentes, rsrsrs, mas COM CERTEZA vou assistir 🙂

Bjs
Marina

A Coroa [RESENHA EM VÍDEO]

Oi gente, como vocês estão?

Mais um vídeo-resenha pra vocês, dessa vez sobre o quinto e último livro da saga A Seleção.

Como sempre, minhas impressões estarão em forma de texto abaixo do vídeo também. 🙂

Esse está mais curto do que o último e vejam bem: eu falei algumas “palavras feias” mas não tinha o beeeep pra colocar em cima então me perdoem!!! kkkk

Bjs
Marina

A_COROA_1462588687535140SK1462588687BA Coroa – A Seleção Livro 5
De Kiera Cass

Sinopse: Em A Herdeira, o universo de a Seleção entrou numa nova era. Vinte anos se passaram desde que America Singer e o príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria seleção.

Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… e agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil – e importante – do que esperava.

Minha opinião: ok, pode parecer estranho depois de tudo que eu vou falar a seguir dizer que eu gostei do livro, mas sim: eu gostei.

Ele tem muitas falhas. A pior delas pra mim é a mudança total da Eadlyn. Quem leu A Herdeira já notou uma grande mudança na personalidade dela ao longo da história. Justificável. Mas nesse último livro ela era uma pessoa completamente diferente.

O que deveria ser uma passagem de 2 dias pareceu 20 anos. Quando ela se tornou tão sábia? Tão altruísta? Tão legal e bondosa? Não me entendam mal, essa Eadlyn do quinto livro é uma personagem muuuito boa! E gostei muito dela, mas gente… fiquei impressionada com a mudança radical o.O

Outro ponto negativo foi a levianidade com que as situações foram tratadas. Governar o país é algo muito importante, mas a autora transformou tudo em meras banalidades. Tive que relevar esse ponto para poder ser feliz.

Também tive que relevar a falta de desenvolvimento das histórias e a narrativa juvenil – o público-alvo desse livro é de 12 anos? Não entendi a Kiera…

Mas enfim, como eu disse no começo eu gostei! Kkk apesar de tudo isso temos um romancezinho bobo, personagens adoráveis, mais do Maxon e da America e também tem o fato de que no final ela escolheu quem eu estava torcendo. :)p hehehe

É um livro bobinho. Se você já leu todos os outros leia esse também, claro. Mas se você parou no terceiro e pensou em começar A Herdeira e A Coroa eu sugiro que você pense um pouco melhor, porque pra mim foram dois livros bem desnecessários…

Enfim, tive que relevar muitos pontos para ser feliz!

Dama da Meia-Noite [RESENHA EM VÍDEO]

Olá genteee tudo bem?

Seguinte: no meu post passado eu falei que estava pensando em fazer uma resenha em vídeo para o livro Dama da Meia-Noite. Não quero transformar o blog em Vlog, mas acho que, depois de aaaanosss já estava na hora de vocês me verem, de saberem como eu falo e de me conhecerem um pouquinho melhor. huahuaha

Olha… não sou boa com vídeoa! Gravei com o celular mesmo, usei um editor que deixa marca d’água e tudo mais, além da minha timidez (rs) mas juro que tentei fazer o melhor para vocês. 🙂

Para quem não gosta ou não quer ver vídeo eu vou deixar a resenha no formato padrão de texto mesmo abaixo, mas ela é mais resumida que no vídeo.

Enfim, vamos lá e espero que gostem, rs Ah! Já li mais um livro nesse fim de semana – se vocês quiserem resenha de “O Quarto Dia” em formato de vídeo me avisem. 😉

Bjs
Marina

DAMA_DA_MEIANOITE_1454202384551222SK1454202384BDama da Meia-Noite – Os artifícios das Trevas Livro 1
De Cassandra Clare

Sinopse Oficial: Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada.

O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro mas eles nunca podem se apaixonar.

Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas antes que o assassino coloque eles na mira.

Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei Shadowhunter proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais e ela pode suportar saber a verdade?

Minha opinião: MARAVILHOSO!!! Titia Cassandra volta novamente com um livro fantástico no cenário dos Caçadores de Sombras.

Os personagens principais são Emma e Julian, que são parabatais e melhores amigos desde a infância. Julian nutre sentimentos por Emma e eu me identifiquei muito com ele. Ele é um cara correto, bonzinho, fofo, sério, dedicado, etc. Apaixonante. Já a Emma é uma menina muito forte – talvez a melhor caçadora de sombras desde Jace. No começo não gostei muito dela mas com o tempo aprendi que ela é muito mais do que deixa transparecer e uma menina super boazinha. Acabei gostando, rs.

Os outros personagens principais, ao meu ver, são ty, Cristina e Mark. Ty é um fofo, Cristina é séria, compenetrada e uma ótima amiga. Já Mark rouba a cena. ❤ Sério, ele é LINDO!!!! Maravilhoso!!!! AMO AMO AMO. Inocente, fofo, engraçado.. ai… apaixonei.

O enredo é cheio de reviravoltas, mas a ação mesmo acontece no final do livro. No começo temos mais uma rotina do dia a dia deles no instituto e do relacionamento entre irmãos, amigos e crushs… rsrs GOSTO!

Ao meu ver é um dos melhores livros da Cassandra! Gosto mais das Peças Infernais porque são meus xodós, mas AMEI esse volume e essa nova série dos Artifícios das Trevas. (gostei mais que Instrumentos Mortais – sorry people! kkk)

Estou ansiosíssima para o próximo volume e recomendo para todo mundo!!!

A 5ª Onda {FILME}

Assistiiiii!!!!! \o/ Depois de muito esperar consegui ver esse filme e vim aqui contar para vocês a minha impressão. 😉

The-5th-Wave-logo

Bom, acho que todos sabem que eu tenho um grande histórico de gostar de filmes que são adaptações, rsrs, e, nesse caso, não podia ser diferente…

Gostei MUITO do filme! Acho que ele captou bem a alma e a ação do livro. Eu SEI que não é possível traduzir para as telinhas tuuuudo que teve nas páginas, então analiso sempre o contesto geral, o bom entendimento e me coloco no lugar de quem também não leu o livro. Então vamos lá:

Sobre o enredo: as mudanças existiram, claro, mas no geral achei bastante fiel. Aliás, assistindo ao filme me lembrei de diversos detalhes que eu tinha esquecido. Fiquei triste porque podia ter assistido ele antes de ler o segundo livro:P

Sobre os pesonagens: só senti um pouco de falta do ponto de vista do Evan. Ele narra sua versão no filme, mas no livro a gente percebe mais os sentimentos dele pela Cassie e vemos ele se apaixonando aos pouquinhos… era mais legal.

As atuações do Ben, Sam e personagens secundários superaram minhas expectativas – parecia mesmo que saíram do livro! Mas o Evan foi super sem gracinha pra mim – embora seja lindo – e a Cassie… bom, detesto essa atriz! Acho que ela não passa emoção nos olhares, então ela foi uma Cassie ok, mas podia ter sido melhor. Fisicamente ela era A personagem mesmo, mas não achei que a atuação foi boa.

download

Os cenários foram perfeitos e achei a caracterização muito bacana e precisa: quando vi a roupa de lenhador do Evan quase morri! Huahuahua

No geral achei uma ótima adaptação. Para quem não leu o livro é um filme interessante também e a história te prende do começo ao fim. Só o final que pode parecer meio abrupto caso não saibam que existe uma continuação.

Vale a pena assistir!

Bjs
Marina

Espada de Vidro – A Rainha Vemelha Livro 2

ESPADA_DE_VIDRO_1455728691546841SK1455728691BEspada de Vidro
De Victoria Aveyard

Sinopse oficial: “Se sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar.”
O sangue de Mare Barrow é vermelho, da mesma cor da população comum, mas sua habilidade de controlar a eletricidade a torna tão poderosa quanto os membros da elite de sangue prateado. Depois que essa revelação foi feita em rede nacional, Mare se transformou numa arma perigosa que a corte real quer esconder e controlar.

Quando finalmente consegue escapar do palácio e do príncipe Maven, Mare descobre algo surpreendente: ela não era a única vermelha com poderes. Agora, enquanto foge do vingativo rei, a garota elétrica tenta encontrar e recrutar outros sanguenovos como ela, para formar um exército contra a nobreza opressora. Essa é uma jornada perigosa, e Mare precisará tomar cuidado para não se tornar exatamente o tipo de monstro que ela está tentando deter.

Minha opinião: Depois de um primeiro volume arrasador e favorito de 2015, eu estava esperando mais. Foi bom? Foi. Mas faltou aquele tchan que esperamos, sabe? Aquele fatorzinho que torna o livro um favorito.

Mare mudou. Obviamente isso ia acontecer, mas estou chegando à conclusão de que as autoras desse gênero de livro tem uma “síndrome” em que fazem uma protagonista perfeita no primeiro livro, deixam ela uma vaca no segundo e depois as transformam em uma heroína normal no terceiro. Aconteceu a mesma coisa em Divergente e eu sinto muito, mas algumas mudanças são para pior: deixam a pessoa chata. Ela ficou chata, essa é a palavra-chave.

Cal aparece muito mais e, embora tentem torná-lo misterioso, a gente sabe qual é a dele e nunca duvidamos do seu caráter.

Teve muita autolamentação dos personagens sim mas vamos aos outros aspectos: teve ação eletrizante do começo ao fim e uma adição de novos personagens interessantíssimos! Minha favorita é a Nanny <3. No entanto, faltou romance para o meu gosto, rsrs. Adooorrrooo aquele romancezinho e adorei o primeiro livro justamente por conta disso, então senti muita falta. 😦

Em resumo, é um livro bom, ele só não supera o primeiro. Não é um favorito, mas a saga está caminhando para se tornar uma das melhores que eu li. Espero um terceiro volume arrebatador, porque o gancho final foi bem interessante, o suficiente para me deixar querendo mais…

Recomendo!

Bjs
Marina

A Descoberta das Bruxas – Trilogia das Almas Livro 1

A_DESCOBERTA_DAS_BRUXAS_1394585357BA Descoberta das Bruxas
De Deborah Harkness

Sinopse oficial: A professora Diana Bishop foi convencida pelo medo de que é melhor ser humana do que bruxa. Mas quando descobre um antigo manuscrito com a origem de espécies sobrenaturais, fica muito próxima do mundo do qual sempre fugiu.

Demônios e vampiros passam a cruzar seu caminho, e o instinto de sobrevivência dessas criaturas faz Diana ser uma presa vulnerável.

Até que ela seja capaz de dominar os próprios dons e usar seus poderes.

Minha opinião: Ok, quando eu li a sinopse e vi “manuscrito”, logo imaginei que seria uma história mais ou menos como “A lenda do tesouro perdido”, “Código da Vinci”, etc… fiquei extremamente decepcionada quando finalmente, depois de 400 páginas, entendi que o tal manuscrito era apenas um coadjuvante e que nem 5% dele seria mostrado no livro.

“Então o que é o livro?” – É uma novela! Vocês se lembram daquele livro Outlander que eu já postei resenha aqui? Então, esse segue mais ou menos a mesma linha: é um acontecimento atrás do outro, fatos narrados em dias corridos, sem muita passagem de tempo, e com muita ação. Só que tem uma diferença: Outlander prendeu minha atenção do começo ao fim. Esse passou longe disso!

Para um livro de mais de 600 páginas achei que seria mais interessante. Ele não é ruim, mas algumas coisinhas me incomodaram, sabe? Por exemplo o relacionamento abrupto do Mathew e da Diana. Normalmente estamos acostumados com livrinhos em que depois de 1 mês dois adolescentes apaixonados já se amam, mas nesse caso são dois adultos e tudo acontece tipo em 2 semanas… OI? Nossa até eu que sou “rápida para me apaixonar” achei demais! kkkk

Achei que teve muita enrolação também: os detalhes eram minimamente contados, desde os 4 ovos comidos no café da manhã até a cor da pasta de dentes. Eu sou muito chata, acho que um livro tem que ter um equilíbrio perfeito entre detalhes demais e detalhes de menos. Achei desnecessário, se cortássemos algumas coisas desse tipo teríamos umas boas 200 páginas a menos!

Sobre o enredo: ele é bom. Adoro seres mágicos, magia e tudo mais, e foi isso que me fez ler até o final. Só isso. A narrativa é bem fluida, o que ajuda bastante, mas como eu disse antes é muita enrolação… mesmo num bom ritmo as páginas não andam!

Quanto aos personagens, o que mais me agradou, pasmem, foi a casa. Sim, a casa das bruxas (Sarah e Em) tem personalidade própria – cria cômodos, some com objetos, bate portas e janelas e tem um monte de fantasmas. É engraçado! Todos os outros personagens em algum momento me cansaram, então meu voto vai para a casa mesmo kkkk

Finalizando: não é um livro ruim, mas também não é a obra-prima que todos falam e que eu estava esperando depois de tantas resenhas positivas. Se você ama muito livros grandes, detalhados, tipo novela e cheio de magia pode gostar muito! Se não faz seu tipo pode ser que você, assim como eu, acabe se cansando. Juro pra vocês que se eu não tivesse esse blog não sei se finalizaria a leitura… (e não lerei o segundo volume).

Bjs
Marina

Shadowhunters – Série [update review]

Oláaaaa pessoal!!!

Resolvi atualizar as minhas impressões sobre essa série que mal conheço e já considero pakas ❤

Então vamos lá: 

A personagem da Clary é sim melhor que no livro mas ai gente…. a atriz interpreta muito mal! Tenho um amigo aqui no trabalho que também assiste e a gente fica tirando sarro da cara dela todo dia! hauhaua

clip_shadowhunters_0202_lands

O Jace está ok, mas agora estou achando ele meio chatinho às vezes… O Alec me causa turbulências emocionais todo episódio e no episódio 6 então… gritei como uma menininha de 12 anos por causa dele e do Magnus! kkk

Falando em Magnus, acho que o espírito dele foi bem capturado mas nossa, é MUITO exagerado! Chega a ficar cansativo de vez em quando… e a Izzy – no começo não gostei dela, mas entendi que não gostava é dessa nova personagem que tinham criado, já que ela era completamente diferente do filme. Hoje gosto MUITO dessa nova “personalidade” que deram pra ela e acho atriz uma das melhores da série! Ela interpreta muito bem e é linda. 🙂

Outro que dá um banho de interpretação na Clary (rs) é o Simon. Cada dia que passa a história dele está melhor e, no próximo episódio (8) já temos um vislumbre de uma situação que acontece no segundo livro. o.O Oi??? Eles estão juntando tudo!

shadow-hunters-01

Enfim, partindo para a história de fato: ela está completamente diferente do livro/filme. Eu não sei o que vai acontecer, eu nunca sei o que esperar, está uma coisa de doido! Mas eu gosto disso!!! ❤ Acho que meu cérebro entende que é tipo uma continuação ou uma saga paralela no mesmo universo com situações diferentes pros mesmos personagens, e é legal ter esse ponto de vista.

O enredo está amadurecendo a cada dia, as atuações também e pasmem – até os efeitos especiais!

Nos estados unidos o pessoal está dizendo que esse último episódio (7) foi o melhor e que finalmente a série encontrou seu tom. Eu já acho que essa evolução aconteceu no 6º ep, mas concordo que agora sim as coisas estão caminhando de forma mais interessante.

chmr6jiukaarkao2

É isso gente, eu estou gostando mesmo! Estou assistindo fielmente e ansiosa para cada episódio novo. É muito bom ter com quem conversar aqui no trabalho também, porque me animo mais ainda e fico contando os minutos pra assistir de novo!

Série recomendada. Prometo que só faço mais um update no final da temporada HAUHAUAHA. Sei que a maioria quer ver livros aqui, então eu tento mas não me controlo muito bem quando se fala de Cassandra Clare e o universo Shadowhunter. 😛

Bjs
Marina

Corte de Espinhos e Rosas – Livro 1

CORTE_DE_ESPINHOS_E_ROSAS_1444421868530755SK1444421869BCorte de Espinhos e Rosas
De Sarah J. Maas

Sinopse oficial: Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação.

Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira — que ela só conhecia através de lendas —, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la… ou Tamlin e seu povo estarão condenados.

Minha opinião: adoro quando isso acontece – você ouve que um livro é muito bom, resolve ler, mas não cria expectativas… e então é arrebatado por uma história envolvente, interessante, inteligente e maravilhosa! Esse livro corresponde a tudo que estão falando dele, e fiquei tão encantada que PRECISO ler mais coisas da autora…

Feyre (amei esse nome!) é uma personagem mais velha, mais experiente e menos “mocinha” do que o padrão que estamos acostumados, e é isso que a torna tão interessante. No começo achei ela um pouco ríspida demais, sem necessidade, mas a história foi tão bem construída que, para todas as atitudes de todos os personagens, tivemos uma explicação condizente por trás… inclusive as dela.

Tamlin… ah Tamlin, é muito fácil se apaixonar por você! Mas já pressinto um triângulo amoroso nos próximos livros e estou ansiando por ele!!! Kkkkkkk (eu não mudo gente, adoro um triângulo!). Mas enfim, voltando ao que interessa: Tamlin pode ser o “cara perfeito”, mas ao mesmo tempo conseguimos enxergar muita solidão e problemas em sua alma. Duas almas tristes, condenadas e espinhentas, destinadas a se apaixonarem.

Achei lindo como a autora construiu o relacionamento não só entre os dois mas entre todos os personagens. Cada um com sua história impecável e características bem marcantes. Foi um belo trabalho.

Achei que tudo tem um enorme quê de A Bela e a Fera. Não que Tamlin fosse como a fera do desenho da Disney, mas eu digo isso me baseando muito mais em outros elementos. Quem assistiu vai se identificar com muitos pedaços desse livro e amar essa história, rs.

Eu surtei no final porque tem uma cena inexplicada e eu não sabia que teria continuação, então quase morri! Mas agora sim fiquei feliz e realizada: vai ser uma saga. No mínimo trilogia, então verei mais desses personagens queridos por um bom tempo. ❤

Sobre a narrativa não tenho nada a reclamar: é fluida, gostosa, envolvente e intensa. GOSTO! rsrs

Amei? Sim!!! Muito!!! É o terceiro favorito do ano, vamo que vamo! Huahuahha Recomendo. 😉

Bjs
Marina

Vida e Morte – Crepúsculo Reimaginado

VIDA_E_MORTE_1452370816530358SK1452370816BVida e Morte
De Stephenie Meyer

Sinopse: O clássico de Stephenie Meyer revisitado 10 anos depois.

Novamente, os leitores vão se apaixonar pela arrebatadora história de amor de Bella e Edward… ou, quem sabe, será uma primeira vez. A edição especial de aniversário inclui um conteúdo extra e exclusivo: Vida e morte, nova versão em que autora inverte o gênero dos principais personagens.

Em Vida e morte os leitores vão se maravilhar com a experiência de ler a icônica saga de amor agora pelos olhos de um adolescente que se apaixona por uma sedutora vampira. Os milhares de fãs de Bella e Edward não vão querer perder a oportunidade de ver seus tão queridos personagens em novos papéis.

Minha opinião: se você é como eu: amou a saga, amou os filmes, e revê todos eles sempre que passa no Megapix (risos) você vai AMAR esse livro!!!

Foi uma surpresa. No começo eu estava meio cética, achando que a autora só ia mudar o gênero mesmo dos personagens e que as falas seriam exatamente as mesmas, mas que loucura: temos várias cenas novas, várias falas novas, um humor todo novo para os personagens e algumas surpresinhas ao longo do caminho ( uma surpresona no final também!).

Beau é um homem, então ele é super mais direto e objetivo que a Bela. E ele tem um humor diferente, ele é mais relaxado, menos intenso, faz mais piadas… Ai, é impossível não se apaixonar por ele! E Edythe é também mais teimosa, mais nervosinha e diferente do Edward. Foram personagens que tinham uma leve semelhança, mas novamente fiquei surpresa com essas alterações.

E tudo ficou mais crível, sabem? Mais acreditável. Porque convenhamos que um homem perfeito como o Edward não existe, mas a Edythe é uma mulher, então não foi nada extraordinário ela ser totalmente dedicada, preocupada, detalhista, ciumenta, grudenta, romantica, intensa, etc etc etc porque é assim que nós mulheres somos mesmo! Kkkk (pelo menos já vi mil mulheres assim contra nenhum homem assim… é isso que estou dizendo)

Então foi uma ótima leitura. Foi um prazer acompanhar essa história de novo mas completamente remodelada. E ainda temos algumas falas iguais sim para manter o antigo clima de romance no ar. s2

Amei gente! Um favorito do ano! Quem é viciada em Crepúsculo, assim que nem eu, não pode perder. 😉

Bjs
Marina

Shadowhunters [Série]

Ok, acredito que a maioria deva saber mas, para quem ainda não ouviu a notícia: existe uma série baseada nos livros da saga Os Instrumentos Mortais, da Cassandra Clare.

Meu caso de amor com esse universo criado pela Cassandra é infinito: eu simplesmente AMO os Caçadores de Sombras! ❤ Mas, deixa eu recapitular um pouquinho os fatos:

  • Odiei o primeiro livro da saga
  • Nunca gostei muito da Clary
  • AMEI o filme Cidade dos Ossos
  • Gostei do segundo e do terceiro livro da saga
  • AMEI os últimos 3 livros da saga

Tirando essa série eu AMO de paixão As Peças Infernais, mas isso não vem ao caso… rsrs tudo que posso dizer é que, depois de um filme que eu achei incrível e de terminar todos os volumes dos livros, essa série veio para me deixar salivando por mais esse gostinho desse universo.

shadowhuntersheader

Primeiramente temos algumas diferenças, então é como o filme: tem que ser assistido com a mente aberta. Nunca uma adaptação é totalmente fiel ou possui todos os elementos da história, então temos que ser pacientes e manter a porta aberta a todas as possibilidades.

Dito isso, quero contar para vocês o que eu achei dos primeiros 2 episódios que assisti (na Netflix). 😉 Vamos lá:

A primeira de todas as diferenças, a idade dos personagens, me agradou muito. Sempre que eu lia a história eu sabia que os personagens tinham 16 anos em média, mas eu sempre imaginava-os com 18, 19. Isso pela maturidade e pelas experiências pelas quais eles passavam. Sim, a Clary era a mais imatura e a única personagem que passava por 15 anos gente… não dava!

Sobre os personagens, achei que a Clary ficou muito boa. Mais agradável que no livro, mas ainda preferia a Clary do filme. O Jace está gatíssimo, mas o ator do filme tinha capturado melhor o espírito dele, não sei… talvez ainda seja cedo demais para julgar. Alec = perfeição!!!! Meu Deus, ele não é um homem, é um Deus maravilhoso que veio para a Terra me fazer suspirar a cada segundo que ele aparece! Não tenho nem o que falar da atuação, porque só consegui ficar babando, nem ouvi o que ele fala! HAUAUAHUA O Simon é sempre o melhor personagem, né gente? A Cassandra fez um ótimo papel criando ele e ambos os atores responsáveis por interpretá-lo deram um show! Parabéns! A Izzy foi a personagem principal que eu menos gostei: ela é sensual demais, passa dos limites! E não leva nada a sério, ela é muito aérea, sei lá… não curti a interpretação e nem o rumo que deram para a personagem.

O Magnus está muito bom! Já adorava esse ator em Glee, mas acho que ele ficou perfeito nesse papel. 🙂 O Luke é um polícial, o que eu vi como mudança positiva e um rumo bacana para a série, fora que ele também é um colírio para os olhos. Adorei a interpretação e espero ver mais dele na série. A Jocelyn pra mim ficou muito forçada, simplesmente não gostei. Por fim, o Valentim da série com certeza representa o Valentim do livro MIL VEZES melhor que o do filme – que parecia ter 25 anos! Curti a escolha do ator e estou gostando muito da interpretação!

icymi-inside-abc-family-s-shadowhunters-first-look-at-the-institute-526557

Os efeitos especiais… bom, já vi piores mas DEFINITIVAMENTE já vi melhores… muitos!!! Chega a ser um pouco frustrante, mas também não atrapalha a série a ponto de pararmos de assistir. É tipo Once Upon a Time, quem já assistiu vai entender: os efeitos são ruinzinhos mas e daí? Certo? rsrs

No geral estou achando o desenrolar dos fatos um pouco rápidos. Acho que o primeiro episódio podia ter enrolado um pouco mais, não havia necessidade da Clary já descobrir que era uma shadowhunter, já ir para o instituto, etc, podia ter sido tudo um pouco mais devagar (na minha opinião). Mas gostei mais do primeiro episódio do que do segundo. Achei que o segundo fugiu um pouco do esperado e foi mais “chatinho”. Além da parte dos vampiros pegando o Simon (hey, não é nenhum spoiler, certo? Aposto que todo mundo sabia dessa parte…) que foi totalmente diferente do livro. Foi estranho.

Enfim, estou gostando, mas com cautela. Se continuar assim vou continuar assistindo porque né: Jace + Clary, Simon + Izzy e Alec + Magnus não dá pra perder, rsrsrs. Mas se os produtores começarem a “cagar” na série (desculpem a expressão chula, não achei outra que expressasse tão bem meus sentimentos!) eu paro de assistir sem culpa, porque não é tudo isso.

Ok, é isso gente. 🙂 Se vocês quiserem ver mais posts depois que eu assistir mais episódios me avisem. 😉

Fiquem aqui com mais um trailer e espero que tenham gostado:

Bjs
Marina

O Mar Infinito – Quinta Onda Livro 2

O_MAR_INFINITO_1417088178412398SK1417088178BO Mar Infinito
De Rick Yancey

Sinopse oficial: COMO LIVRAR A TERRA DE 7 BILHÕES DE HUMANOS? TIRE A HUMANIDADE DELES.

Cassie Sullivan e seus amigos sobreviveram às quatro ondas de destruição provocadas pelos Outros. Agora, com a raça humana quase exterminada e a 5ª Onda encobrindo a Terra, os sobreviventes devem escolher: encarar o inverno e esperar o retorno de Evan Walker ou partir à procura de abrigo antes que o inimigo os alcance. Porque o próximo ataque é mais do que possível – ele é inevitável.

Os homens ainda não viram as profundezas até onde os Outros podem descer nem os Outros viram a que alturas a humanidade pode se erguer. Esta é a derradeira batalha entre vida e morte, esperança e desespero, amor e ódio.

Minha opinião: no começo estava achando um pouco chato. Os primeiros capítulos foram narrados por Especialista (Marika), e não pela Cassie, então estranhei muito e achei ela muito chata. Claro que, no final do livro eu paguei minha língua e o ponto de vista dela foi de longe o melhor de todos. Também tivemos capítulos narrados pela Cassie e por um terceiro personagem (Pão de Ló). Sim, nesse livro todo mundo tem apelidos estranhos. 😛

No geral a história começou morna mas esquentou bastante até as últimas páginas. Não achei tudo muito interessante até chegar na metade do livro, que foi quando as coisas andaram, as ações aconteceram e o rumo do enredo foi melhorando cada vez mais. Acho que, em parte, o começo foi muito difícil para mim porque eu não lembrava quase nada do livro anterior… lembrava nomes, a história como um todo, mas detalhes… esses não consegui me lembrar. Então foi tenso!

Não consegui mais me conectar com a Cassie também. Nunca achei ela fantástica, mas nesse livro ela estava muito diferente… mais brigona, birrenta, insolente… o que uns chamam de coragem eu chamo de criança boba kkkkk (nossa, me senti muito malvada agora! :P). Mas ela com certeza está se transformando em outra Cassie e não sei se gosto dela. E, que surpresa foi, quando constatei que estava totalmente mergulhada e enraizada na história da Especialista. Ela se tornou muito interessante (apesar de também ser marrenta) e eu me conectei profundamente com ela.

O enredo me surpreendeu um pouco, dando uma guinada e trazendo um novo semblante à todo o tema dos alienígenas. Posso dizer que fui surpreendida e fiquei curiosa para saber o desfecho da saga. A narrativa é um pouco profunda demais para o meu gosto, mas ok, não é difícil nem nada.

Em resumo, o primeiro volume foi tão bom que as expectativas cresceram, mas o segundo livro as derrubaram feio! Agora que comecei a ler quero terminar a saga, mas talvez eu devesse ter ido com menos sede ao pote.

Bjs
Marina

Elemental – Guardiões de Alma Livro 2

ELEMENTAL_1434738583511413SK1434738583BElemental
De Kim Richardson

Sinopse oficial: Quando Kara Nightingale, de dezessete anos, é subitamente atingida por um raio e morre — de novo — ela se vê de volta a Horizonte, onde anjos, oráculos e outros seres sobrenaturais ocupam um mundo místico desconhecido pela humanidade. Mas quando Kara atinge acidentalmente um anjo com seus poderes recém-descobertos e quase o mata, ela é banida para o Tártaro, a prisão angelical. E mais do que isto, Kara logo descobre que a alma de sua mãe foi aprisionada por demônios.

Caçada pela Legião, Kara se refugia com um novo grupo de amigos anjos. Ela se encontra dividida entre seus sentimentos por David — pois romance entre anjos é proibido. E quando Kara decide se aventurar no Submundo para encontrar a alma perdida de sua mãe, os seus poderes bastarão para salvar a sua mãe e o mundo mortal?

Minha opinião: olha… já tinha gostado do primeiro volume, mas o segundo é fenomenal! Gente, a história é muito boa!!! Parabéns para essa autora de primeira viagem, ela consegue manter os livros interessantes desde a primeira até a última página.

Acho que parte desse “manter o interesse” se dá graças à narrativa objetiva. Não temos enrolação, não tem fatos meio ditos, não tem nenhuma informação supérflua, o que, digo novamente, nos impede um pouquinho de nos conectarmos com os personagens, pois falta aqueles momentos de emoção, conflitos, pensamentos duvidoso, etc. Mas nesse segundo livro até que consegui me conectar mais com a Kara do que eu pensava. Nada como se acostumar com alguém e com o jeitinho dela, certo? Ah! Isso se aplica ao David também.

Agora temos outros personagens legais, muito mais ação e emoção, causando várias aventuras e uma sequência de acontecimentos do tipo eletrizante. Me incomodou só um pouquinho o fato de ninguém acreditar que as coisas só acontecem com a Kara por algum motivo. Mesmo depois de descobrirem o motivo, continuaram pegando no pé dela. Achei que podiam ter outra atitude com relação a isso tudo.

É uma saga muito boa! 😀 Já vi que estou curtindo muito e às vezes me pego pensando na história e em como gostaria de ler o próximo volume… fiquei até em dúvida se esse seria um favorito, mas acho que ainda faltou aquele “tchan” a mais, sabem? Mas nossa, pirei no enredo! rsrs Recomendo mesmo!

Bjs
Marina

Marcada – Guardiões de Alma Livro 1

MARCADA_1422453620433554SK1422453620BMarcada
De Kim Richardson

Sinopse oficial: Kara Nightingale, com dezesseis anos, é pouco popular, estranha e totalmente normal — isto até ela ser atingida, um dia, por um ônibus e morrer…

Em instantes, a sua vida passar de ordinária para extraordinária, ao despertar em um novo mundo misterioso com uma nova carreira — como uma novata da Legião de Anjos da Guarda. Kara é arremessada ao sobrenatural, onde macacos comandam elevadores, oráculos apressam-se sobre bolas de cristal e onde demônios se alimentam das almas dos mortais. Quando uma criança Elemental é sequestrada, Kara é enviada para uma busca repleta de perigos e mergulha em uma situação ainda mais perigosa e mortal do que qualquer coisa que ela poderia imaginar.

Minha opinião: esse é um livro auto-publicado, que faz parte de uma saga, e cujos volumes estavam todos disponíveis no site de download de livros gratuitos. Pensei: Por quê não? Certo? Dar uma chance para esses livros menos conhecidos… e fiquei MUITO surpresa com o quanto a história é boa e envolvente! 😀

O enredo é muito original, fala de anjos da guarda, crianças especiais, mostra o “céu” e até mesmo alguns demônios. Tirando os elementos comuns a trama é inusitada e a narrativa nos prende do começo ao fim. A única coisa que acho que poderia ter sido diferente é a narrativa em terceira pessoa. Nesse caso acredito que se fosse em primeira pessoa teria nos ajudado a ter uma conexão maior com a personagem principal: Kara. Mas a autora escreve muito bem, não há dúvidas.

Kara é legal e uma boa protagonista mas faltou sim uma emoção, uma conexão com ela. Esse foi o único ponto negativo do livro (tirando alguns errinhos de português que eu atribuo à tradução autônoma), pois sentimos falta de nos envolvermos e entrarmos mais na pele do personagem.

David é um cara engraçado e bem caricato, mas ao mesmo tempo bem previsível, então não sou uma grande fã dele (espero que surjam outras opções para a Kara no futuro kkkk) mas ele tem seus momentos engraçados.

Ah! Temos muitos macacos na história, e eu DETESTO macacos! Lamentei muito cada momento em que eles apareceram, ahuahua mas obviamente isso não fede nem cheira para o livro, foi apenas um desabafo rsrsrs

Enfim, gostei MUITO! Acho uma saga promissora e já quero ler os próximos volumes. Fica a dica. 😉

Bjs
Marina

Mil Pedaços de Você – Firebird Livro 1

MIL_PEDACOS_DE_VOCE__1446086279532501SK1446086279BMil Pedaços de Você
De Claudia Gray

Sinopse oficial: Marguerite Caine cresceu cercada por teorias científicas revolucionárias graças aos pais, dois físicos brilhantes. Mas nada chega aos pés da mais recente invenção de sua mãe — um aparelho chamado Firebird, que permite que as pessoas alcancem dimensões paralelas.

Quando o pai de Marguerite é assassinado, todas as evidências apontam para a mesma pessoa: Paul, o brilhante e enigmático pupilo dos professores. Antes de ser preso, ele escapa para outra realidade, fechando o ciclo do que parece ser o crime perfeito. Paul, no entanto, não considerou um fator fundamental: Marguerite. A filha do renomado cientista Henry Caine não sabe se é capaz de matar, mas, para vingar a morte de seu pai, está disposta a descobrir.

Com a ajuda de outro estudante de física, a garota persegue o suspeito por várias dimensões. Em cada novo mundo, Marguerite encontra outra versão de Paul e, a cada novo encontro, suas certezas sobre a culpa dele diminuem. Será que as mesmas dúvidas entre eles estão destinadas a surgirem, de novo e de novo, em todas as vidas dos dois?

Em meio a tantas existências drasticamente diferentes — uma grã-duquesa na Rússia czarista, uma órfã baladeira numa Londres futurista, uma refugiada em uma estação no meio do oceano —, Marguerite se questiona: entre todas as infinitas possibilidades do universo, o amor pode ser aquilo que perdura?

Minha opinião: como descrever um livro que é tão comum, porém tão diferente? Tão previsível, porém tão inovador? Ele foi “familiar” pra mim… sabem? Aquela frase “feels like home” pairava na minha mente o tempo todo, e foi exatamente assim que me senti: em casa.

A história junta um pouquinho de física (tudo bem explicadinho de uma maneira simples), romance, ação e aquele sentimento de aproveitarmos cada minuto do nosso dia com quem amamos, fazendo coisas que gostamos… preciso dizer por quê amei??? Parece que foi feito sob medida pra mim, e era exatamente o que eu precisava ler para me acalmar antes da cirurgia (para quem não viu, neste post eu falo sobre a minha cirurgia). Os cenários das dimensões paralelas também são ótimas sacadas e contribuem para nos deixar cada vez mais ansiosos pelo que vem pela frente.

Marguerite (não tem como ler isso e não pensar em pizza kkkk) é uma ótima protagonista, com senso de humor, bravura, amor e muita bondade. Gostei muito dela e a narrativa em primeira pessoa ajudou demais na identificação e no desenrolar facinho da leitura. Senti que cada personagem foi construído com carinho, inclusive “carinho” é uma palavra que descreve bem esse livro. O pai de Marguerite foi o meu preferido, junto com uma das versões do Paul (se vocês lerem com certeza saberão quem é), e sinto que a autora caprichou um pouco mais com eles – são praticamente dois homens perfeitos, cada um a sua maneira.

Ai, AMEI esse livro! Não sei explicar muito bem, ele tem clichês, não é nada extraordinário, mas conseguiu um lugarzinho no meu <3. Recomendo para todos que buscam uma leitura leve, bem humorada e, por quê não, um pouco profunda.

Bjs
Marina