Origem

Origem
De Dan Brown

Sinopse oficial: De onde viemos? Para onde vamos?

Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete “mudar para sempre o papel da ciência”.

O anfitrião da noite é o futurólogo bilionário Edmond Kirsch, de 40 anos, que se tornou conhecido mundialmente por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. Um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, há 20 anos, agora ele está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento… algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana.

Os convidados ficam hipnotizados pela apresentação, mas Langdon logo percebe que ela será muito mais controversa do que poderia imaginar. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida para sempre.

Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a elegante diretora do museu que trabalhou na montagem do evento. Juntos seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch.

Em meio a fatos históricos ocultos e extremismo religioso, Robert e Ambra precisam escapar de um inimigo atormentado cujo poder de saber tudo parece emanar do Palácio Real da Espanha. Alguém que não hesitará diante de nada para silenciar o futurólogo.

Numa jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, os dois encontram pistas que vão deixá-los cara a cara com a chocante revelação de Kirsch… e com a verdade espantosa que ignoramos durante tanto tempo.

Minha opinião: eu acho INCRÍVEL a capacidade que esse homem tem de deixar a gente preso, do começo ao fim, numa leitura cheia de mistério, reviravoltas e assuntos interessantes! Sério: incrível! Eu li as mais de 400 páginas em uma tacada só e fui até a última página com a mesma emoção da primeira. 🙂

Eu já falei antes mas eu acho que o Dan Brown veio ao mundo com a missão de nos preparar para os acontecimentos e abrir nossa mente para o que a gente não vê, mas está ali, ao nosso redor. Desde que Fortaleza Digital se provou verídico após as denúncias do Snowden, eu tenho a sensação de que tudo que ele escreveu até hoje é verdade e só não vê quem não quer, rsrs. E outra, o jeito dele mostrar tudo e explicar as coisas com todos aqueles fundamentos…. É MUITO REAL!!! huahuahua AMO os livros dele, e esse foi com certeza um dos melhores do ano que mal começou. 😛

Nesse volume temos o professor Langdon (Tom Hanks nos filmes) de volta e sim, a presença dele é muito reconfortante. Começar o livro com um personagem conhecido trás aquela sensação de familiaridade e de continuidade, e o simbolismo, a mente dele e a memória fotográfica só ajudam a tornar tudo mais interessante. Você se sente inteligente acompanhando o pensamento dele – e suspeito que seja essa a intenção, rs.

Não é um livro como Código Da Vinci, com inúmeras dicas em obras de arte e uma “caçada ao tesouro”, mas é uma busca incansável por uma verdade, através de locais históricos, igrejas, artistas e também poemas. Tudo aliado à tecnologia – esse livro é muito atual, fala até de uber! Eu não estava esperando…. 😀 kkkk

O cenário é a Espanha, e eu confesso que não conheço muito a respeito desse país porque nunca tive interesse. Agora tenho! Quero ir para lá e conhecer todos os lugares citados no livro, rsrs.

Outra coisa: sempre tem uma personagem mulher apoiando a busca com o professor, e nesse livro não foi diferente. Mas essa foi a que eu mais gostei. Amei essa mulher, ela é incrível! Uma ótima personagem de apoio, e eu gostaria de vê-la mais vezes…

Enfim, o livro é recomendadíssimo! Você não vai se arrepender e, de quebra, ainda vai sair com várias questões filosóficas para refletir, rsrs. Desculpem, eu não posso evitar de puxar a sardinha dele, eu AMO Dan Brown! hehehe ❤

Bjs
Marina

Sanctum – Asylum Livro 2

Sanctum
De Madeleine Roux

Sinopse oficial: Visões. Vozes. As lembranças do verão passado, vividas no alojamento Brookline do New Hampshire College, são as mais aterrorizantes da vida de Dan, Abby e Jordan. Uma experiência traumática que eles querem esquecer. Porém, seguir em frente não será uma opção. Alguém quer manter vivo aquele terror. Os três jovens estão recebendo cartas anônimas com palavras enigmáticas e fotos de um antigo parque de diversões. Para dar fim nesse pesadelo, eles irão se disfarçar de candidatos e voltar por um fim de semana ao campus do NHC. E, ao chegar lá, eles vão descobrir que aquele parque das fotos não só é real como também voltou a funcionar. Agora, a capa pista que tentam desvendar, Dan e seus amigos descobrirão segredos ainda mais sombrios do que haviam imaginado. Além de correrem muito mais perigo. Para se salvar, eles não poderão perder o controle.

Minha opinião: esse livro pra mim foi separado em duas partes: a primeira metade e a segunda.

Na primeira parte eu confesso que fiquei um pouco perdida: não me lembrava de quase nada do primeiro volume, só a história geral mesmo, então nem sabia quem eram os personagens e tudo mais. Conforme as páginas foram passando, eu ia lembrando de algumas coisas mas estava achando tudo muito direto – eu não estava acompanhando muito bem esse ritmo.

Só que aí as coisas foram ficando legais. MUITO LEGAIS. Eu fui ficando com “medinho” e ansiosa pra saber o que ia acontecer… e pá! Fui fisgada!

Tem muito mistério, sabem? Aquela coisa de livro de detetive, que você fica o tempo todo tentando achar o culpado e entender o que aconteceu.

Aí chegamos na segunda metade e eu devorei numa tacada só! Principalmente quando foi mencionado o MkUltra – a maior teoria da conspiração ever!!!! (e eu sou a louca da teoria da conspiração, só pra deixar claro.)

A narrativa é muito rápida e fluida e eu não esperava um enredo tão bom, então realmente foi uma surpresa o tanto que eu me apeguei a esse livro – principalmente depois de um primeiro volume super morno…

Eu realmente quero ler o terceiro tipo já!!!! Estou louquinha pra saber a continuação da história. E acho que a saga tomou forma agora, então fiquei esperançosa!

Recomendo!

Bjs
Marina

A Prisão do Rei – A Rainha Vermelha Livro 3

A Prisão do Rei – Uma jaula silenciosa. Uma guerra lá fora.
De Victoria Aveyard

Sinopse oficial: Mare Barrow foi capturada e passa os dias presa no palácio, impotente sem seu poder, atormentada por seus erros. Ela está à mercê do garoto por quem um dia se apaixonou, um jovem dissimulado que a enganou e traiu. Agora rei, Maven continua com os planos de sua mãe, fazendo de tudo para manter o controle de Norta — e de sua prisioneira.

Enquanto Mare tenta aguentar o peso sufocante das Pedras Silenciosas, o resto da Guarda Escarlate se organiza, treinando e expandindo. Com a rebelião cada vez mais forte, eles param de agir sob as sombras e se preparam para a guerra. Entre eles está Cal, um prateado em meio aos vermelhos. Incapaz de decidir a que lado dedicar sua lealdade, o príncipe exilado só tem uma certeza: ele não vai descansar enquanto não trouxer Mare de volta.

Minha opinião: eu quase surtei e quebrei alguma coisa quando acabou, porque eu pensei: “- O QUÊ??? Como acaba desse jeito??? Que autora preguiçosa terminar uma saga assim!!!”, porque eu jurava que era o último volume, né… MAS NÃO ERA!!!!

Graças a Deus tem mais um volume confirmado por enquanto. Pelo que eu li, parece que ele sim será o último (e a história está mesmo caminhando para isso), então eu estou ansiosa!

Neste terceiro livro temos 3 vozes narradoras: Mare, obviamente, Cameron e mais uma que só surge nas últimas 150 páginas e que foi uma surpresa pra mim! Como eu leio no e-reader eu não consigo ver o nome dos capítulos antes, então surtei quando apareceu o nome de quem ia narrar, rsrs. Sugiro que vocês também não espiem porque deixa tudo mais legal. 😉

O enredo em si se desenvolveu de forma lenta: basicamente 200 páginas (ou até mais) são da Mare na corte do Maven. Mas eu não desgostei, pelo contrário: achei bem interessante e não foi arrastado, foi uma narrativa muito fluida e eu gostei muito dessa parte. Só a ação em si que demorou pra aparecer mesmo.

Depois dessa parte mais enrolada finalmente começa a revolução e aqueles acontecimentos que trazem à tona a ação do livro. Eu achei que pouca parte foi gasta com isso: o volume é extenso e cabia ter dado mais ênfase às batalhas em si.

O romance foi uma parte importante: Mare está tão fragilizada que até seu coração teve dúvidas por um breve momento. Eu juro pra vocês que não gosto de nenhum par possível para ela: acho o Maven muito “quebrado”, o Cal muito passivo e o Kilorn muito insignificante… espero que a autora consiga me convencer no último livro.

Em resumo, quando pensei que era o último volume já estava preparada pra tacar uma pedra mas, sabendo que ainda temos mais história depois, percebo que foi um ótimo terceiro livro. Me prendeu do começo ao fim, trouxe à tona parte da velha Mare (e não a Mare mudada do segundo) e teve ação, romance e política. Foi muito bem elaborado!

Eu gostei muuuito! Terminei em poucos dias e recomendo para todos. Mal posso esperar pelo próximo! 🙂

Bjs
Marina

A Caminho do Azul Sereno – Under The Never Sky Livro 3

A Caminho do Azul Sereno
De Veronica Rossi

Sinopse oficial: No derradeiro capítulo da trilogia Never Sky, sucesso da brasileira radicada nos EUA Veronica Rossi, Aria e Perry estão determinados a encontrar o Azul Sereno, o último refúgio contra as tempestades de éter, cada vez mais constantes no mundo em que vivem. Mais do que o amor proibido que os mantém ligados, eles precisam unir Forasteiros e Ocupantes se quiserem sobreviver, e salvar a vida daqueles que amam. Sem escolha e determinados a permanecerem juntos, contra todas as probabilidades, os dois protagonistas partem para a mais perigosa de suas aventuras, que não só colocará à prova seu amor, coragem e capacidade de liderança, como também exigirá grandes sacrifícios. Será que eles estão preparados para a jornada A caminho do Azul Sereno?

Minha opinião: esse foi, sem dúvida nenhuma, o livro que mais me fisgou neste ano!

Depois de milênios se passarem da minha leitura do primeiro volume e mais um tempão do segundo, o qual li em inglês, finalmente chegou a hora do desfecho dessa trilogia. E eu não poderia ficar mais surpresa com o tanto que gostei!

Não me lembro de ter gostado tanto assim dos livros passados, ou dessa Ária madura e boa de briga que encontrei aqui… mas me lembrava de quase todos os detalhes – por incrível que pareça.

Eu gosto desse cenário. Não que eu desejasse viver nele, mas é tudo muito interessante – os Audis, Olfativos, Videntes, etc. Eu me sinto presa ao livro, conectada mesmo – sempre que penso sobre os universos interessantes com os quais nos deparamos nas leituras eu lembro desse mundo criado com Éter, Ocupantes e Forasteiros.

Não sei se foi impressão minha mas eu achei esse volume menor e mais fluído. O enredo foi ótimo, a história foi boa e o final foi perfeito! Com certeza uma leitura muito agradável.

Não sei se classificaria como um favorito… o fato é que eu gosto de tudo a respeito dessa história mas eu não AMO ela… tenho um carinho muuuuito especial pelos personagens, mas não sei se será um favorito do ano. Vamos ter que esperar eu ler mais livros pra tirar essa conclusão, rsrsrs.

Enfim, trilogia e livro recomendadíssimos! Com certeza vale à pena. 😜

Ah! Fiquei super feliz de saber que FINALMENTE lançaram os 3 volumes aqui no Brasil e com capas lindas! ❤

Bjs
Marina

Gelo e Fogo – Neve e Cinzas Livro 2

Gelo e Fogo
De Sara Raasch

Sinopse oficial: Faz três meses que os invernianos foram libertados e o rei de Primavera, Angra, desapareceu — graças, em grande parte, à ajuda de Cordell. Meira só quer que seu povo esteja a salvo. Quando a dívida com Cordell força os invernianos a cavar nas minas em busca de pagamento, o que eles encontram é algo poderoso e possivelmente perigoso: o abismo de magia perdido de Primoria. Para Theron, isso é motivo para alegria e esperança — com essa imensa fonte de magia, seria possível finalmente se armar contra ameaças como Angra. Mas Meira sabe que, da última vez que o mundo teve acesso a tanta magia, os resultados foram dramáticos. Então, quando o rei de Cordell manda os dois em uma missão para atravessar os reinos de Primoria e desvendar os segredos do abismo, Meira planeja usar a viagem para conseguir apoio para destruí-lo, o que faria Inverno permanecer em segurança e Theron ficar furioso. Mas ela será capaz de completar sua missão sem colocar em risco aqueles que ama?

Mather só quer ser livre. Os horrores infligidos aos invernianos permanecem frescos na memória e em Jannuari, o que deixa o reino de Inverno vulnerável à opressão crescente de Cordell. Quando Meira deixa o reino em busca de aliados, Mather decide tomar a iniciativa e defender a segurança de seu povo. Será ele capaz de reconstruir seu reino e protegê-lo de novas ameaças? Conforme a teia de mentiras e a batalha pelo poder se fecha, Theron luta pela magia, Mather, pela liberdade — e Meira começa se perguntar se não deveria estar lutando não por Inverno mas sim por toda a humanidade.

Minha opinião: eu AMEI o primeiro livro, então as expectativas para esse volume estavam BEM altas! Acho que isso derrubou um pouco minha empolgação quando já nos primeiros capítulos vi uma história mais morna e voltada para a política… mas a história não foi ruim, pelo contrário! A única coisa que faltou foi o ritmo que tivemos antes – a ação de verdade só foi aparecer nos últimos capítulos.

O enredo, como eu disse antes, foi todo trabalhado na política e as ações que envolvem ser rainha e ter que tomar decisões envolvendo um reino. Não era de se estranhar que a Meira fosse se desfazendo em pedaços e virando outra pessoa devido à pressão e tudo mais. Mas eu gostei de ver a progressão da personagem e confesso que fiquei animada nos últimos capítulos! Ela se tornou uma líder e uma guerreira – eu adoro essa personagem mesmo! ❤ rs

Temos agora o ponto de vista do Mather também! Eu logo pensei: “ponto de vista do Mather? Então já era meu Shipp da Meira com o Theron né. :P” kkkkk Mas a esperança é a última que morre, minha gente, eu ainda tenho fé de que vai rolar alguma coisa entre esses dois! HAUHUAHUHAA #iludida

Voltando: o ponto de vista dele foi importante para vermos o que acontece em Inverno depois que a Meira vai embora visitar outros reinos. Eu achei uma ótima sacada!

Achei tudo muito inteligente. Claro, eu cheguei a desvendar uma coisinha ou outra mas, no geral, foi surpreendente! Temos a adição de mais uma personagem que já sei que terá seu próprio ponto de vista no 3º livro também, então estou ansiosa para ver onde vamos chegar…

Ah! preciso mencionar que eu AMO esse mundo criado pela autora com os reinos estação e magia. Eu morri de inveja do povo de verão que nunca sentia calor, kkkk. MEU SONHO é nunca sentir calor porque quando passa dos 25º eu já fico morrendo com pressão baixa e mau estar rsrsrs. #amofrio

Enfim, recomendo! Já quero ler o próximo. 😉

Bjs
Marina

Dezessete Luas – Beautiful Creatures Livro 2

dezessete_luas_1447474942189663sk1447474942bDezessete Luas
De Margaret Stohl e Kami Garcia

Sinopse oficial: Dezessete Luas começa exatamente após os acontecimentos de Dezesseis Luas: Ethan Wate e Lena Duchaness escaparam por pouco de serem reclamados pelas trevas, mas a vitória teve um sabor amargo. Lena vive a dor e o sentimento de culpa pela morte de um familiar e começa a se afastar de Ethan.

Auxiliado pelo amigo Link, Ethan vaga pelos túneis subterrâneos da cidade, um mundo secreto, determinado a salvar a amada.

Minha opinião: já comecei o ano daquele jeito: shippando o casal errado! Kkkk

Mas eu não pude evitar, a Lena estava um poooorrreee nesse livro! Ela nunca foi a melhor personagem, mas as autoras judiaram dela neste volume. Já a Liv, a menina que eu queria que ficasse com o Ethan, é demais! Uma fofa, inteligente, engraçada… não tem como. Eu ainda tenho grandes esperanças de que eles terminem a saga juntos, mas to achando que vou morrer na praia esperando. 😛

Como vocês puderam notar, eu estava num bode literário desde o ano passado, e precisava de uma boa história conhecida pra me tirar do fundo do poço. E não me decepcionei!

Eu gostei bastante da narrativa, do enredo e do destino de alguns personagens. Assim como no primeiro volume, o final foi meio enrolado – muita coisa acontecendo de uma vez só, mas gostei dos últimos capítulos. Prevejo um próximo livro bem agitado, porque esse também não parou um minuto. rsrs

Alguns personagens demonstraram que não são tão secundários como eu imaginava, então estou curiosa pra saber o rumo que as coisas vão tomar. Além disso, ficaram muitas pontas soltas – já dá pra imaginar em torno do que o 3º livro vai girar…

Enfim, adorei e recomendo a leitura! Eu precisava de um livro gostosinho assim pra começar o ano. 😊

Bjs
Marina

Taken – Taken Livro 1

Taken
De Erin Bowman

taken_1340126752bSinopse traduzida por mim: Gray Weathersby passou os últimos 17 anos temendo seu aniversário de 18. Em sua cidade isolada, onde poeira sobrepõe a grama e corvos brigam com as nuvens, todos os garotos de 18 anos são perdidos para um fenômeno que os moradores chamam da Rapto. Após seu irmão mais velho, Blaine, encarar seu destino misterioso, a fascinação de Gray pelo Rapto se torna uma obsessão. Ele deseja respostas. Sobre o Muro que cerca sua cidade, uma estrutura gigante que ninguém jamais escalou sem morrer, sobre os líderes do Conselho e seus segredos óbvios e sobre a própria natureza do Rapto.

Durante sua busca por respostas, Gray contará com a ajuda de Emma, uma filha de curandeira que ele admira desde o primeiro dia que se conheceram quando crianças. O que eles encontram dá ideias à Gray. Ideias perigosas. Talvez Blaine não esteja perdido para sempre. Talvez ele possa achá-lo. Talvez seja tão simples quanto escalar o Muro e talvez, apenas talvez, o destino de Gray não seja o mesmo que de todos que escalaram o muro antes dele.

Minha opinião: eu fiquei EXTREMAMENTE decepcionada com esse livro pelo simples fato de que eu comecei a ler porque jurava que era sobre extraterrestres… mas NÃO!!! COMO pode isso produção? COMO eu ia saber que um livro sobre garotos sendo raptados aos 18 anos por uma luz misteriosa não era sobre ETS???????

ru3ierab

Ele é uma distopia, mas eu não gostei do livro e acredito que basicamente por conta disso… seria mais ou menos 70% pela decepção de não ser sobre ETS e 30% pela história em si. O fato de eu ter lido uma versão traduzida clandestinamente na internet também não ajudou, rsrs. Foi um conjunto de coisas erradas (vocês sabem que admiro muito o trabalho das pessoas que traduzem os livros pra gente por conta própria, mas muita coisa se perde nisso… até mesmo os nomes dos lugares que no começo eram uma coisa e no final outra, aí sua cabeça dá um nó pra descobrir do que se trata.).

Gray é um cara normal: invocadinho, teimoso, meio rebelde – achei ok pra um protagonista homem – e temos até um triângulo amoroso envolvendo ele e mais duas meninas. Eu gostei disso! Nós mulheres sempre vemos a coisa por outro ângulo, com uma menina disputada por dois caras, mas é quase sempre o inverso que acontece na vida real né kkkkkkk #abafa

Fiquei um pouco chocada porque as crianças eram colocadas para se “reproduzir” muito cedo, já que os homens eram levados com 18 anos. Faz sentido, mas a gente nunca espera isso num livro para adolescentes huahuhauaha.

A narrativa é típica de livros desse tipo – distopia – e tranquila de avançar. Acho que dava até pra ler em inglês facinho e eu bobeei, rsrs. Mas o enredo… não sei. Senti que era meio fraquinho, não gostei muito e achei que tudo foi muito fácil, sabem? Podia ser melhor e ter sido trabalhado de outra forma.

Não pretendo ler os próximos volumes. Não curti muito a história e não acrescentou nada na minha vida, então infelizmente acho bem ruinzinha pra recomendar pra vocês. 😦

Bjs
Marina

Dez Mil Céus Sobre Você – Firebird Livro 2

dez_mil_ceus_sobre_voce_1463492372584964sk1463492372bDez Mil Céus Sobre Você
De Claudia Gray

Sinopse oficial: MARGUERITE CAINE fez o impossível, viajando por dimensões alternativas com o Firebird — uma invenção brilhante criada por seus pais, seu namorado, Paul, e o amigo da família, Theo. Mas ela também chamou a atenção de inimigos poderosos, dispostos a seqüestrar, chantagear e até matar para usar os poderes do Firebird para propósitos escusos.

Quando a alma de Paul é dividida em quatro fragmentos — que se encontram presos dentro de Pauls em outras dimensões —, Marguerite fará qualquer coisa e irá a qualquer lugar para salvá-lo. Mas o preço de seu retorno em segurança é alto. Se ela não sabotar os próprios pais em múltiplos universos, Paul vai continuar perdido para sempre.

Mas Marguerite acredita que é possível salvar seu amor sem sacrificar a família, e para isso pede a ajuda do brilhante Theo. Os dois criam um plano para recuperar Paul e o Firebird, mas para que ele dê certo eles precisarão superar um concorrente genial e vão colocar em risco não só sua vida mas também a de todas as versões de si mesmos em várias dimensões.

Desta vez a missão leva os dois aos universos mais perigosos até então: uma São Francisco dividida pela guerra, o submundo do crime de Nova York e uma Paris iluminada onde a outra Marguerite esconde um segredo chocante. Cada salto deixa Marguerite mais perto de salvar Paul — mas sua jornada revela verdades sombrias que fazem com que duvide da única constante que encontrou em todos os mundos: o amor que sentem um pelo outro.

Minha opinião: Eu AMEI o primeiro livro, mas confesso que quando comecei a ler esse segundo eu estava um pouco perdida… eu lembrava bem da história, mas o final estava numa lembrança beeemm vaga. Eu demorei uns 5 capítulos pra poder me situar no que de fato tinha acontecido (o que não é muito, considerando que são curtinhos), então sofri um pouco nesse início, rs.

Depois que consegui “entrar” na história ela foi lida num piscar de olhos. Toda essa hipótese de viajar por universos paralelos me encanta de uma maneira que cheguei até a sonhar com isso! Adoooorooo!!! ❤ Mas tem um detalhe que eu não tinha notado no volume passado: a narrativa é um tanto quanto infantil… tipo juvenil demais, sabe? Não que eu tenha gostado menos do livro por isso, mas é um detalhe que eu vi e não mencionei na última resenha.

A Marguerite é uma boa protagonista, eu gosto muito dela. Ela é normal, não é aquela menina exagerada que sabe demais, ou sabe de menos, que caga nas atitudes por causa de um cara. Eu sinto que ela é muito real – podia ser eu, podia ser você. Só que o amor dela pelo Paul… eu não sei se entendo. Deve ser porque eu gosto mais do Theo kkkkkkkkkk 😀 Mas enfim, senti um pouco de falta da família dela, que apareceu menos neste volume – e no final temos revelações bombásticas sobre a família, então queria que eles tivessem aparecido mais.  

O gancho para o próximo livro foi muito bom e eu fiquei super ansiosa para iniciar a leitura… uma pena que ainda não exista em português 😦 Mas gostei demais do livro, super recomendo! 😉

Bjs
Marina

Biblioteca de Almas – Srta. Peregrine Livro 3

biblioteca_de_almas_1468528736596982sk1468528736bBiblioteca de Almas
De Ransom Riggs

Sinopse oficial: Neste terceiro livro, depois de sofrer com a morte do avô, conhecer crianças com habilidades peculiares em uma fenda temporal e partir pelo mar em uma busca desesperada para curar a srta. Peregrine, Jacob vai finalmente enfrentar a inevitável conclusão dessa turbulenta jornada.

Jacob descobre uma poderosa habilidade e não demora a explorá-la para resgatar os amigos peculiares e as ymbrynes da fortaleza dos acólitos. Junto com ele vai Emma Bloom, uma menina capaz de produzir fogo com as mãos, e Addison MacHenry, um cão com faro especial para encontrar crianças perdidas.

Partindo da Londres dos dias atuais, o grupo vai percorrer as ruelas labirínticas do chamado Recanto do Demônio, uma complexa fenda temporal que abriga todo tipo de vícios e perversões. É ali que o destino de peculiares de toda parte será decidido de uma vez por todas.

Minha opinião: eu sei que é um pouco chato duas resenhas seguidas sobre a mesma saga mas EU NÃO CONSEGUI!!! O segundo livro foi tão bom que eu até tentei começar outra série mas meu coração estava com os peculiares. ❤

E QUE SAGA! Meu Deus! Se o segundo foi bom o terceiro foi ainda melhor – o desfecho perfeito para um história viciante. Minha amiga achou que o final foi meio fraco mas eu achei perfeito. Gostei muito mesmo!

Não tem pra ninguém, Jacob é fofo, íntegro e virou um rapaz corajoso e excepcional com uma habilidade que eu achei tão fraca no primeiro livro mas que virou a coisa mais legal e útil de todas. Aqui temos a grande evolução e maturidade dos peculiares – o gran finale com direito a batalhas, sangue e algumas novidades avassaladoras. Tudo que a gente achava que sabia é virado do avesso e nos vemos em cenários assustadores e imprevisíveis.

Eu admiro a coragem da Emma, mas cansei um pouco da presença dela o tempo inteiro. Gostaria que esse volume tivesse focado um pouco mais em alguns outros personagens. Mas enfim, falando de personagens, eu acabei me apegando aos etéreos. Sim, aqueles mesmos que comem gente e são assustadores… eu não sei mas acabei enxergando eles como cachorrinhos mal entendidos kkkkk #aloka 😛

Ai gente eu amei tanto essa história que fiquei tristézima que acabou. 😦 Foi um final excelente mas deixou um gostinho de quero mais na minha vida… vou ser obrigada a assistir o filme e vir contar pra vocês agora huahuahua (aguenta que a menina virou a doida dos peculiares rsrs).

Recomendo! A série agora é uma favorita. 😉

Bjs
Marina

Cidade dos Etéreos – Srta. Peregrine Livro 2

cidade_dos_etereos_1452788397336018sk1452788397bCidade dos Etéreos
De Ransom Riggs

Sinopse oficial: Cidade dos Etéreos dá sequência ao celebrado O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares, em que o jovem Jacob Portman, para descobrir a verdade sobre a morte do avô, segue pistas que o levam a um antigo lar para crianças em uma ilha galesa. O orfanato abriga crianças com dons sobrenaturais, protegidas graças à poderosa magia da diretora, a srta. Peregrine.

Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis, e a srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a amada srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares.

Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época — tudo isso se combina para fazer de Cidade dos etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante.

Minha opinião: Existem casos raros em que eu acho o segundo livro MUITO melhor do que o primeiro… e esse é um deles! 😀 Que história minha gente, QUE HISTÓRIA!

Se você já gostou do primeiro livro vai pirar nesse segundo e, se ainda não leu, pode se jogar sem medo. Pelo menos por enquanto está se tornando uma trilogia favoritíssima! ❤

Desde a primeira página já somos inseridos numa aventura daquelas em que os personagens não param nem pra descansar – uma coisa atrás da outra. Eu descreveria esse volume como ação, acima de tudo, porque é eletrizante do começo ao fim.

O mundo peculiar é muito mais explorado neste volume, além de passarmos mais tempo com os nossos queridos personagens, então é muito mais fácil de se identificar e passar a amar todo o cenário. O meu favorito continua sendo o Jacob – o autor acertou em cheio. Ele é simples, agradável, um bom ser humano e um bom garoto. Ver tudo pela perspectiva dele é sempre interessante e os conflitos internos dele passam longe de ser bobos – são muito comuns.

Eu não gosto muito da Emma – acho ela um pouco mandona demais para o meu gosto, mas sim, tem sempre que haver um líder então eu relevo… tenho uma quedinha pelo Horace também… kkkkkk NINGUÉM gosta muito dele mas sei lá… eu vejo algo de especial. 😉

A narrativa é tão fluída que as 400 páginas passam num piscar de olhos! O final é surpreendente e MUITO bom, você quase não acredita que acabou naquela parte. PRE-CI-SO ler o terceiro volume urgente!!!! rsrsrs

Enfim, eu AMEI esse livro. Super recomendo a trilogia inteira – tenho 3 amigas que leram/estão lendo e todas amaram, ou seja: acho que agrada a Gregos e Troianos. 🙂

Bjs
Marina

A Maldição do Vencedor – Trilogia do Vencedor Livro 1

a_maldicao_do_vencedor__1466102684582246sk1466102684bA Maldição do Vencedor
De Marie Rutkoski

Sinopse oficial: Kestrel quer ser dona do próprio destino. Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai – o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos -, a jovem insiste em sua rebeldia.

Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas. O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los.

Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida… As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que os obrigarão a lutarem juntos, mas por razões opostas.

Minha opinião: esse livro não tem separações, mas eu vou dividí-lo em três porque tenho uma opinião diferente para cada parte…

No começo do livro eu não tive uma boa impressão nem da Kestrel nem do Arin. Eu achei ela má e ridícula. Ele eu achei idiota, mau humorado e um traidor. Claro, com o tempo essa minha ideia sobre os dois foi mudando, mas quero deixar claro que o início da história me deixou um tanto quanto triste e chocada pela situação dos escravos e dos personagens… fiquei muito pensativa porque querendo ou não antigamente era assim que as coisas funcionavam e isso é um choque de realidade muito grande. Eu não esperava uma reação tão forte assim, mas tive! Então não gostei muito dessa primeira etapa (ela foi bem curtinha, graças a Deus rs).

Lá pela página 50 as coisas mudam de figura e eu passei a compreender melhor as atitudes de ambos e torcer para uma mudança no rumo dos acontecimentos. Claro, torci muito para eles ficarem juntos! Kkkk Foi a melhor parte do livro, porque um AMO romances né gente, então pra mim foi perfeito. ❤ Eu li numa tacada só e não queria nem dormir sem saber o que ia acontecer. AMEEEEI!

Mas, não me lembro exatamente em qual página – já no terceiro pedaço do livro (final) – acontece uma reviravolta na história. Justo quando ela estava viciante e impossível de largar, um rumo diferente foi tomado e eu não gostei. Ponto. Esperava mais, ou melhor, esperava tudo diferente! Terminei o livro com um sentimento ruim, sabem? E não gosto quando acaba dessa forma…

No geral o livro é muito bom! A escrita é em terceira pessoa e no começo estranhei bastante a narrativa mas a história é fluida e te prende do começo ao fim. Já li que o segundo volume é melhor que o primeiro e que muita gente amou, então estou beeeem empolgada. 😛

E sim, minhas opiniões são meio contraditórias, rs, mas  eu recomendo a leitura, torcendo para um segundo volume melhor (mais amor, por favor) e para um final que eu possa dizer: uau! Maravilhoso!

Bjs
Marina

Neve e Cinzas – Neve e Cinzas Livro 1

neve_e_cinzas_1462849955583560sk1462849955bNeve e Cinzas
De Sara Raasch

Sinopse oficial: Dezesseis anos atrás o Reino de Inverno foi conquistado e seus cidadãos, escravizados, sem família real e sem magia. A única esperança de liberdade para o povo do reino jaz nos oito sobreviventes que conseguiram escapar, e que seguem esperando uma oportunidade para recuperar a magia de Inverno e reconstruir o reino.

Meira, uma órfã desde a derrota de Inverno, passou a vida inteira como refugiada, criada por Sir, o general dos invernianos. Treinando para se tornar uma guerreira — e desesperadamente apaixonada pelo melhor amigo e futuro rei, Mather —, Meira faria qualquer coisa para ajudar o Reino de Inverno a retomar seu poder. Então, quando espiões descobrem a localização de um medalhão antigo capaz de devolver a magia ao reino, Meira decide ela mesma encontrá-lo.

Finalmente ela está escalando torres e lutando contra soldados inimigos como sempre sonhou. Mas a missão não sai como planejado, e logo Meira se vê mergulhada em um mundo de magia maligna e poderosos perigosos. De repente, ela percebe que seu destino não está, e nunca esteve, em suas mãos.

Minha opinião: eu tinha ouvido diversas coisas a respeito desse livro: “parece Game of Thrones” ou “Magia e guerras na medida certa!”, então formei uma certa imagem desse livro na minha mente onde eu imaginava… bom, uma coisa completamente diferente da história que eu li. E eu AMEI!

No começo, mais ou menos até o terceiro capítulo, somos jogados na história meio abruptamente… demora um pouco para entender e assimilar os reinos, os condutores, a magia e o cenário. Porém, passando essa fase o livro se torna viciante! Li numa tacada só e lembro exatamente de um momento em que eu saí do metrô, em plena avenida, com o livro na mão sem querer nem largar para atravessar a rua. Nesse momento eu pensei: estou perdidamente apaixonada por essa leitura. ❤

A Meira (achei um pouco estranho esse nome mas ok) é uma excelente protagonista. Eu detesto quando as autoras criam uma menina de 16 anos com cabeça e atitudes de uma de 26, então que surpresa boa descobrir que essa adolescente era de fato uma adolescente! Rsrs teve birra, teve manha, teve drama, chilique e muito, mas muuuitoooo amadurecimento. Ela é uma boa protagonista, bem forte mesmo, e eu adorei o rumo que a história tomou e o desfecho dessa personagem.

Teve triângulo amoroso sim! (Palmas) Mas não tivemos muito romance não, foi, digamos assim, a mistura perfeita de romance, força, coragem e destino. (Ok, eu amei muito, estou puxando o saco mesmo kkkkk)

Amei o enredo e a escrita. O cenário dos reinos Ritmo e reinos Estação pra mim foi bem inovador e eu claro que, se pudesse, seria de Inverno ou Outono, porque Deus me livre passar calor o ano inteiro! Huahuahua

Bom, é isso pessoal. Recomendo demais esse livro, PRECISO ler os próximos volumes e amei a história. 🙂

Bjs
Marina

O Coração da Esfinge – Deuses do Egito Livro 2

coracao_da_esfinge_1469364549598917sk1469364549bO Coração da Esfinge
De Colleen Houck

Sinopse oficial: Lily Young achou que viajar pelo mundo com um príncipe egípcio tinha sido sua maior aventura. Mas a grande jornada de sua vida ainda está para começar.

Depois que Amon e Lily se separaram de maneira trágica, ele se transportou para o mundo dos mortos – aquilo que os mortais chamam de inferno. Atormentado pela perda de seu grande e único amor, ele prefere viver em agonia a recorrer à energia vital dela mais uma vez.

Arrasada, Lily vai se refugiar na fazenda da avó. Mesmo em outra dimensão, ela ainda consegue sentir a dor de Amon, e nunca deixa de sonhar com o sofrimento infinito de seu amado. Isso porque, antes de partir, Amon deu uma coisa muito especial a ela: um amuleto que os conecta, mesmo em mundos opostos.

Com a ajuda do deus da mumificação, Lily vai descobrir que deve usar esse objeto para libertar o príncipe egípcio e salvar seus reinos da escuridão e do caos. Resta saber se ela estará pronta para fazer o que for preciso.

Minha opinião: Ok, sabe aquele livro impossível de largar? Que te prende do começo ao fim? Esse é mais um daqueles, bem no estilo Colleen Houck mesmo, e é imperdível!

Eu gosto da Lily porque ela não é uma protagonista do tipo apenas um rostinho bonito. Ela é inteligente, é forte, tem pensamentos engraçados e as atitudes dela não estragam tudo. Pela primeira vez (desde que me lembro) um segundo livro desse estilo não tem uma fase em que a protagonista estraga tudo. Ela é coerente do começo ao fim e eu AMEI isso!

Claro que vemos uma evolução da Lily do primeiro livro para essa, mas foi uma transição suave e coerente – muito bem feita!

Quanto aos meus personagens favoritos, com certeza são Asten e Tia. O Ahmose não faz meu coração bater mais forte e o Amon quase não aparece mas gente… o que é o Asten? ❤ ❤ ❤ MARAVILHOSO largo tudo e vou com ele pra onde ele quiser! kkkk A Tia vamos dizer que é a personagem mais direta e objetiva e ainda assim é uma fofa. A melhor “parte” do livro pra mim foi o surgimento dela, amei os diálogos e tudo envolvendo essa personagem!

Agora eu, fã de triângulos amorosos que sou rsrs, estava triste, desanimada, achando que não ia ter nenhum triângulo nessa história quando EIS que ele surge e foi maravilhoso!!!! Quase morri e não consegui largar essa história de jeito nenhum!

O final é arrebatador… e por final eu digo as 50 últimas páginas, porque TUDO foi muito bem pensado. Eu olhava para o horizonte e indagava: como eu não percebi isso? Como eu não vi os sinais que essa mulher deixou? E assim por diante. Sinto que o meu coração anseia pelo próximo livro num grau desesperador e com certeza essa saga entrou pras favoritas. ❤

Recomendo muuuitooo!!!

Bjs
Marina

Oblivion – Série Lux vol. 6

OBLIVION_1445889071527755SK1445889071BOblivion
De Jennifer L. Armentrout

Sinopse traduzida por mim: Eu sabia desde o momento em que Katy Swartz se mudou para a casa ao lado que ia ser um problema. Um problema gigante. E problema é a última coisa que eu preciso, já que eu não sou exatamente “daqui”. Meu povo chegou à Terra vindo de Lux, um planeta 13 bilhões de anos luz distante. E mais: se tem uma coisa que eu sei é que humanos não são confiáveis. Nós assustamos eles. Nós fazemos coisas que eles apenas sonham e, honestamente, nós fazemos eles parecerem fracos pra caramba. Porque eles são.

Mas Kat está me atingindo de formas que ninguém nunca fez antes, e eu não consigo parara de querê-la – ou de querer usar meus poderes para protegê-la. Ela me faz fraco, e eu sou o mais forte do nosso tipo, com a tarefa de proteger a todos. Então essa única garota… ela pode significar o fim para nós. Porque os Luxen tem um inimigo ainda maior – os Arum, e eu preciso focar nisso.

Me apaixonar por Katy – uma humana – não vai apenas colocá-la em perigo, pode matar todos nós, e isso é uma coisa que eu jamais deixarei acontecer…

Minha opinião: Eu já sabia a história? Sim, já sabia. Eu sabia o que esperar? De novo: sim. Eu achei que ia amar tanto que ia querer ler todos os outros livros de novo? Não. Mas foi isso que aconteceu…

AI MEU DEUS! Eu jurava que se eu lesse o primeiro livro de novo, depois de tanto tempo, que não ia gostar tanto quanto antes porque já estou um pouco mais velha, porque já sei o final, porque a história não é muito original.. mas MINHA NOSSA SENHORA, que livro maravilhoso, perfeito e extremamente viciante!!! ❤

De início eu achei que era só o primeiro livro contado pela visão do Daemon, mas eram 685 páginas… meio longo. Mas, depois que eu terminei o primeiro clamando por mais… PÁ! Um tapa na minha cara e o segundo e o terceiro pela visão dele também estavam lá!!!! Ou seja, são 3 livros em um. E a visão do Daemon é tãaaao boa! Minha gente, vocês PRECISAM ler esse livro!!!

O ponto-chave dessas histórias narradas pela visão de outro personagem é que finalmente não só conseguimos entender os sentimentos dele, como conseguimos saber o que aconteceu naquelas cenas em que a Kat não estava presente. E eu reafirmo: o Daemon é maravilhoso! Que homem meu Deus! Ou melhor: só sendo alienígena mesmo pra ser assim! kkkk Isso “non-ecsiste” na vida real (eu já desisti).

Eu não sei o que essa autora faz que a narrativa dela te prende da primeira até a última página. É impressionante como a gente fica viciado e é sugado até o fim da leitura! Mesmo em inglês é extremamente fluído.

Eu gostaria que esse livro tivesse sido lançado antes… se eu soubesse eu faria assim: teria lido os 3 primeiros volumes, leria o conto do Dawson, esperaria lançar o quarto, quinto e sexto e leria os três nessa ordem: 6, 4 e 5. Entenderam? rsrs.

Enfim, estou mais do que pronta para fazer aquele resumão das minhas impressões sobre a Saga Lux para vocês. 🙂 Aguardem…

Recomendadíssimo!

Bjs
Marina

Posts Relacionados:

Obsidian – Série Lux vol. 1
Onyx – Série Lux vol. 2
Opal – Série Lux vol. 3
Shadows – Série Lux vol. 0.5
Origin – Série Lux vol.4
Opposition – Série Lux vol. 5

Aceitação – Comando Sul Livro 3

ACEITACAO_1454445451551866SK1454445451BAceitação
De Jeff VanderMeer

Sinopse oficial: É inverno na Área X, a misteriosa região selvagem que há trinta anos desafia explicações e repele pesquisadores de expedição após expedição, recusando-se a revelar seus segredos.

Enquanto sua geografia impenetrável se expande, a agência responsável por investigar e supervisionar a região o Comando Sul entra em colapso. Uma última e desesperada equipe atravessa a fronteira, determinada a alcançar uma remota ilha que pode conter as respostas que eles tanto procuram. Se falharem, o mundo do lado de fora estará correndo perigo.

Aceitação, o último livro da trilogia, conecta os dois livros anteriores, Aniquilação e Autoridade, em capítulos breves e acelerados, narrados da perspectiva de personagens cruciais. Página após página, os mistérios são aos poucos solucionados, mas as consequências e as implicações dos acontecimentos passados jamais serão menos profundas ou aterrorizantes.

Minha opinião: Como esse é o terceiro e último livro da saga, o que a gente espera? Que ao final a gente saiba o que é a Área X, de onde veio, para que veio, como veio, etc… E o que eu descobri após essa leitura?



NADA! Um nada bem grande na minha cara! Ok, 1% das coisas foram reveladas mas o que é 1%???? Eu digo pra vocês: NADA!

Tá, eu me irritei um pouco mas gente, que livro ruim! Ele é sim melhor que o segundo livro mas não é um terceiro livro digno. Não explicou muitas coisas e minha curiosidade não foi sanada. O final também foi muito nada a ver, então fiquei genuinamente triste porque gostei tanto do primeiro e tinha tantas esperanças para essa saga… #tristezadefine 😦

Vamos à narrativa chata: não é muito difícil mas também é meio truncada. Ela nunca foi muuito fluida, mas graças à nossa curiosidade conseguimos avançar bem, mas temos muitas palavras complicadas e muita enrolação (aquelas partes em que o autor fala, fala e fala mas não diz nada, sabem?). Uma coisa que ajuda bastante é a mudança de perspectiva através de vários pontos de vista – isso torna tudo mais interessante.

Os principais personagens são a Ave Fantasma, a Bióloga, o Controle, a Diretora e o Faroleiro. São pontos de vista bem diversos que misturam presente e passado. Só não entendi porquê a narrativa da Diretora foi em segunda pessoa (“Você entra na cozinha e pega uma faca. Você vê um celular…”). Se o objetivo era nos aproximar dela eu te digo que não deu certo. Já o POV do Faroleiro foi um dos mais interessantes e podia ser melhor. Faltou alguma coisa, sabe? Tinham momentos muito bons em que você achava que ia desvendar tudo mas não… acabou de maneira meio louca, assim como todas as outras coisas.

Não sei se para entender completamente o livro tinha que ser um filósofo, um antropólogo ou uma pessoa muito inteligente, mas, se precisava, eu descobri que sou bem burrinha. kkkkk 😛
Claro, não vou dizer pra vocês que algumas coisas não foram explicadas, mas enfim… muito ainda precisava ser contado, então vou parar por aqui antes de xingar o livro de palavras feias. hauhauhaua

Pessoal, vocês me conhecem e sabem que odeio ter que falar mal de um livro, principalmente porque gosto é gosto: eu posso ter odiado mas pode existir quem ame! Então deixo claro que essa é a minha opinião, e que, de fato, eu não recomendo esse livro (ou essa saga) para ninguém.

Bjs
Marina