Dezesseis Luas – Beautiful Creatures Livro 1

dezesseis-luasDezesseis Luas
De Margaret Stohl e Kami Garcia

Sinopse: Em Dezesseis luas não há vampiros, nem tampouco lobisomens. Anjos também não aparecem no enredo, mas não falta aventura e romance. Ou outros personagens fabulosos, como bruxas, espíritos e zumbis. E uma certa atmosfera gótica ronda a obra.

Na pequena Gatlin, com sabor à Nova Orleans, uma mágica poderosa e adormecida está prestes a ser libertada. E com a ajuda de dois adolescentes: Ethan Wate e Lena Duchaness.

Ethan é um menino comum, mas à noite começa a sonhar com uma menina de olhos verdes a quem tenta salvar desesperadamente.
Quando Lena chega à cidade ele não tem dúvida, ela é a menina dos seus sonhos. O que se segue é uma história de almas gêmeas e segredos perigosos e obscuros. E Lena e Ethan precisam confiar um no outro para que possam vencer uma maldição com poder para acabar com tudo à sua volta. Será que eles vão conseguir?

Minha opinião: ok, eu sei que disse que desanimei em relação à esse livro, que muita gente tinha me dito que a narrativa era arrastada e que a história não era lá essas coisas, então eu realmente achei que nunca iria lê-lo, mas assisti ao filme esses dias e fiquei super curiosa… estava precisando me apaixonar por mais uma saga, sabem? Mas infelizmente não foi dessa vez…

A narrativa não é tão arrastada quanto eu pensava, ela simplesmente tem muitos detalhes, mas não é uma coisa ruim. Achei que teve é muita enrolação – dava para ter cortado umas 50 páginas do livro! Mas no geral foi fluido e interessante sempre.

Achei fantástico o fato do livro ser contado do ponto de vista do Ethan e não da Lena – é ótimo ter um garoto romântico narrando a história pra variar! Embora às vezes ele pareça um pouco feminino demais, ele é muito interessante e uma eterna contradição – o típico adolescente que não sabe onde se encaixa, que tem vergonha do que os amigos vão pensar dele mas, ao mesmo tempo, um cara decidido e que está disposto a mudar tudo por alguém que ama. Por falar em amor, o caso dele com a Lena surge aos poucos, naturalmente, então não achei nada muito forçado. Já a Lena, não achei ela tão interessante. Ainda bem que não foram os pensamentos dela que acompanhamos, porque achei ela apagadinha demais…

No geral eu estava esperando a mesma história do filme mas não: elas são muito diferentes! Então fiquei sem saber o que pensar quando terminei a leitura pois, ao mesmo tempo em que gostei, achei que a história do filme – embora muito mais sucinta e simples – foi mais legal… (rá! Quem diria!) Acho que os fãs podem ter ficado muito decepcionados com a adaptação porque foi tipo um Percy Jackson da vida – mudaram a história e os personagens -, mas eu gostei mesmo.

Logo, não é o melhor livro do tipo, não é o mais original, mas também não é chato como eu estava imaginando. É muito bom, eu gostei e vou ler os próximos. 🙂 Só não me apaixonei perdidamente mesmo…

Bjs
Marina

Anúncios

Deixe sua opinião ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s