Perdão Mortal – O Clã das Freiras Assassinas Livro 1

PERDAO_MORTAL_1438251282518855SK1438251282BPerdão Mortal
De Robin LaFevers

Sinopse oficial: Por que ser uma ovelha, quando você pode ser o lobo? Ismae Rienne, dezessete anos, escapa da brutalidade de um casamento arranjado no santuário do convento de São Mortain, onde as irmãs ainda servem deuses antigos. Lá ela aprende que o deus da Morte abençoou-a com perigosos dons e um violento destino. Se ela optar por ficar no convento, será treinada como uma assassina e servirá a Morte. Para reclamar sua nova vida, deve destruir a vida de outros. A mais importante atribuição de Ismae leva-a direto para o tribunal superior da Bretanha—onde se encontra terrivelmente sob preparada não só para os jogos mortais de intriga e traição, mas pelas impossíveis escolhas que deve fazer. Como entregar a vingança da Morte em cima de um alvo que, contra sua vontade, roubou seu coração?

Minha opinião: se eu tivesse que descrever esse livro em apenas uma palavra seria: original. Uma história muito bem pensada, muito bem escrita e com uma premissa que eu nunca ouvi antes: freiras filhas da morte treinadas para matar homens.

Não é apenas bom, é excelente, mas para mim faltou algo… talvez fossem as malditas expectativas – 10 em 10 resenhas falam desse livro com muito amor e empolgação. Acho que, no meu caso, faltou um pouco desse amor, sabem? Adorei sim, mas não morri por ele…

A história se passa em 1400 e bolinha… sim, 1400!!! Eu já não sou fã dos anos 1800, Jane Austin e aquela coisa toda medieval, mas 1400 foi chutar o pau da barraca – recentemente li um texto falando da vida naquela época e era tudo muito nojento! Fedido, sabem? Sem higiene, sei lá… eu acho que não consegui me envolver tanto no livro porque toda pessoa que aparecia eu imaginava fedida, com bafo e chulé! rsrs

Fora isso também não gosto dos costumes com as mulheres dessa época… me sinto muito mal vendo meninas de 11 anos jogadas na mão de caras velhos e sendo obrigadas a casar com eles, ou simplesmente irem pra cama. Parece besteira mas sim, isso me incomoda na leitura.

Acho que esses foram os principais responsáveis por eu não morrer de amores porque no restante a história é impecável – tramas políticos, romance, drama, mortes, castelos, cortes, etc etc etc. O cenário de guerra é muito triste, e foi tudo bastante real – não consegui chorar pelas perdas, mas as senti profundamente.

Ismae se mostrou uma protagonista forte e guerreira, e é fácil se apegar a ela. Sua história de vida foi tão triste que é muito belo ver sua alma se abrindo para amar alguém – o que antes parecia impossível. Fora isso ficamos tensos para ver como ela vai sair de cada situação, já que ao mesmo tempo em que é uma assassina ela também é super inocente. Praticamente um peão numa guerra muito maior…

Resumindo: vale a pena? MUITO! Recomendo? SIM! Foi uma leitura boa, forte, original e intrigante. Gostei demais!

Bjs
Marina

Anúncios

Deixe sua opinião ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s