Puros – Série Puros livro 1

PUROSPuros
De Julianna Baggott

Sinopse oficial: Pressia pouco se lembra das Explosões ou de sua vida no Antes. Deitada no armário de dormir, nos fundos de uma antiga barbearia em ruínas onde se esconde com o avô, ela pensa em tudo o que foi perdido — como um mundo com parques incríveis, cinemas, festas de aniversário, pais e mães foi reduzido a somente cinzas e poeira, cicatrizes, queimaduras, corpos mutilados e fundidos. Agora, em uma época em que todos os jovens são obrigados a se entregar às milícias para, com sorte, serem treinados ou, se tiverem azar, abatidos, Pressia não pode mais fingir que ainda é uma criança. Sua única saída é fugir.

Houve, porém, quem escapasse ileso do Apocalipse.

Esses são os Puros, mantidos a salvo das cinzas pelo Domo, que protege seus corpos saudáveis e superiores. Partridge é um desses privilegiados, mas não se sente assim. Filho de um dos homens mais influentes do Domo, ele, assim como Pressia, pensa nas perdas. Talvez porque sua própria família se desfez: o pai é emocionalmente distante, o irmão cometeu o suicídio e a mãe não conseguiu chegar ao abrigo do Domo. Ou talvez seja a claustrofobia, a sensação de que o Domo se transformou em uma prisão de regras extremamente rígidas. Quando uma frase dita sem querer dá a entender que sua mãe pode estar viva, ele arrisca tudo e sai à sua procura.

Dois universos opostos se chocam quando Pressia e Partridge se encontram. Porém, eles logo percebem que para alcançarem o que desejam — e continuar vivos — precisarão unir suas forças.

Minha opinião: Chocante, triste, lindo e inspirador.

O começo do livro é muito chocante! A autora se esforçou bastante para mostrar um mundo pós apocalítico, onde as pessoas se fundiram com metais, animais, paredes e até mesmo o chão. Foi bem deprimente essa introdução, então até fiquei um pouco mal quando estava lendo e parei para dormir.

Mas quando a narrativa ganha forma, os personagens começam a aparecer e a história começa a se desenvolver, não tem quem segure! Inclusive, você começa a se acostumar com a feiura do mundo, e começa a enxergar a beleza nas coisas mais inusitadas.

É aí que está a questão: quando chegamos ao final do livro nós amamos todos os personagens com todas as suas imperfeições! O livro tomou um rumo que eu não esperava, mas foi perfeito! Achei o final um pouco rápido, mas já me acostumei com livros assim, e fico feliz por este ser uma trilogia, porque agora estou apaixonada!

A narrativa é feita cada capítulo através do olhar de um dos personagens, e eu adoro esse tipo de livro! Ele me prende, e com este certamente foi igual.

Uma lição de vida e de esperança. Recomendo a todos, mas tenham estômago forte!

Bjs
Marina

Anúncios

Deixe sua opinião ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s